Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Câmpus de Araguaína oferta 225 vagas em 13 cursos de graduação
Início do conteúdo da página
Sisu 2019

Câmpus de Araguaína oferta 225 vagas em 13 cursos de graduação

Por Samuel Lima | Publicado: Sexta, 28 de Dezembro de 2018, 12h00 | Última atualização em Sexta, 28 de Dezembro de 2018, 14h01
// // //

A Unidade Cimba fica num setor de mesmo nome, próximo ao centro da cidade (Foto: Divulgação Prefeitura de Araguaína)A Unidade Cimba fica num setor de mesmo nome, próximo ao centro da cidade (Foto: Divulgação Prefeitura de Araguaína)O segundo maior câmpus da UFT está na região norte do Tocantins, em Araguaína, distante cerca de 380 quilômetros de Palmas. Com cursos divididos em duas unidades (Cimba e Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia - EMVZ), o Câmpus de Araguaína terá 225 vagas à disposição dos candidatos, com graduações em licenciaturas, bacharelados e também cursos tecnológicos, em áreas estratégicas para a região. Pela primeira vez o Câmpus vai ofertar vagas (15) pelo Sisu no bacharelado em Medicina - curso que registrou maior procura no Vestibular da instituição, cujas provas ocorreram no último dia 9 de dezembro.

As duas unidades abrigam 2.940 alunos nos cursos presenciais, 138 técnicos administrativos e contam com 231 professores. Pelo Sistema de Seleção Unificada, os 13 cursos disponíveis com vagas estão divididos entre áreas do conhecimento das Ciência Animal, Ciências Humanas e Letras, Ensino de Ciências e Gestão de Negócios e também Ciências da Saúde, com o curso de Medicina.

A EMVZ fica numa área de mil hectares, a 11 quilômetros da cidade (Foto: Acervo Sucom)A EMVZ fica numa área de mil hectares, a 11 quilômetros da cidade (Foto: Acervo Sucom)A Unidade Cimba fica no bairro de mesmo nome, próximo ao centro de Araguaína, enquanto a EMVZ fica na zona rural da cidade, a pouco mais de 11 quilômetros do centro, numa área de mais de mil hectares (sendo 200 hectares abertos e o restante composto por mata ou área de preservação). A cidade também abriga mais duas unidades - estas cedidas pelo governo do estado para a UFT - o Hospital de Doenças Tropicais, (gerido pela Ebserh e transformado em Hospital Universitário - o HDT-UFT) e a unidade Fundação de Medicina Tropical do Tocantins (Funtrop). O Câmpus têm, além das graduações presenciais, outros cursos em formatos de Ensino a Distância (EaD) e também de pós-graduação, com sete mestrados e dois doutorados.

Confira, nos cards a seguir, quais as áreas de atuação de cada uma das graduações presenciais disponíveis pelo Sisu em Araguaína, assim como seu formato (licenciatura,bacharelado ou Tecnológico) e de qual das Unidades o curso faz parte (Cimba ou EMVZ):

Mudanças no Sisu 2019

O Ministério da Educação (MEC) divulgou mudanças para o Sisu 2019. Em 2018, o candidato a uma vaga no ensino superior poderia escolher duas opções de curso e desistir da segunda opção para ficar na lista de espera da primeira. A regra mudou. Agora, será apenas uma chamada regular e o estudante selecionado em uma das opções de curso desta chamada não poderá participar da lista de espera. Se ele não for selecionado, poderá ficar na lista de espera de apenas das suas opções de curso.

De acordo com o MEC, a mudança possibilita "maior liberdade de escolha para os estudantes não selecionados na chamada regular dos processos seletivos do Sisu". A mudança permitirá ainda, diminuir o tempo de convocação das listas de espera, permitindo que os estudantes aprovados consigam se matricular antes do período letivo, ajudando a diminuir a quantidade de vagas ociosas.

Cronograma:
Período de inscrições 22/01 a 25/01
Resultado da chamada regular  28/01
Prazo para participar da lista de espera  28/01 a 04/02
Matrícula da chamada regular devendo ainda observar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada Instituição em seu edital próprio  30/01 a 04/02
Convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data 07/02


Conheça Araguaína

Cavalgada em Araguaína marca a forte presença da agropecuária na região (Foto: Divulgação Prefeitura de Araguaína)Cavalgada em Araguaína marca a forte presença da agropecuária na região (Foto: Divulgação Prefeitura de Araguaína)Araguaína ficou conhecida nas décadas de 70 até 90 como a Capital do Boi Gordo, devido à intensa comercialização do gado bovino na região e ao fortalecimento da pecuária no entorno do município, com inúmeras fazendas e um forte comércio, baseado na agropecuária. Hoje, é uma das importantes molas econômicas do Estado, com forte participação na áreas de indústria, comércio e serviços, abrigando uma população de quase 180 mil pessoas (estimativa 2018 do IBGE). A tradicional Cavalgada de Araguaína, que figura como uma das maiores do mundo, é um exemplo da força da agropecuária na região.

Hoje, Araguaína desponta não apenas pela economia, mas na parte educacional também. A Universidade Federal do Tocantins tem registrado um substancial crescimento, tanto numérico em relação aos cursos quanto na qualidade das graduações e pós-graduações (especializações, mestrados e doutorados) ofertados pela instituição. O fortalecimento neste setor tornará Araguaína a sede do que será a segunda universidade federal do estado, a Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), ainda em processo de criação.

Sua História
Localizada na região dos rios Lontra e Andorinhas, o povoamento do que é hoje Araguaína remonta a 1876, quando os primeiros migrantes chegaram ao norte tocantinense vindos do Piauí. O pequeno povoado recebeu o nome de "Livra-nos Deus", por conta do medo de ataque de índios e animais selvagens. Depois, com o crescimento do lugar, o nome mudou para Lontra. Em 1948 o povoado ganhou o nome de Araguaína (em alusão ao rio Araguaia) e sua emancipação política da cidade ocorreu em 1958.

O crescimento da cidade e seu fortalecimento como polo econômico e social da região se deu, principalmente, a partir da construção da rodovia Belém Brasília (BR-153). Entre 1960 e 1975 a cidade de Araguaína atingiu um crescimento muito grande, chegando a ser a quarta maior cidade de Goiás em poderio econômico (entre 1980 e 1986). Com a criação do Tocantins, em 1989, Araguaína despontou como pretensa capital do novo estado, por ser a maior cidade. Fatores geográficos e políticos impediram que a cidade fosse escolhida, mas a cidade continua fazendo jus ao título de Capital Econômica do Tocantins.

Confira outras imagens da cidade:

Fim do conteúdo da página