Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Programa de Mobilidade Acadêmica (PMA)

pma.png

Sobre o PMA

O Programa de Mobilidade Acadêmica (PMA) é um programa que permite aos estudantes de graduação das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) conveniadas cursarem parte das disciplinas do currículo de seu curso em outra instituição. O objetivo é regular a relação de reciprocidade em cursos de graduação de Ifes brasileiras. 

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) disponibiliza três modalidades de mobilidade acadêmica nacional*:

 

I. Mobilidade Andifes 

Instituído pela Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e implementado em 2004 na UFT, o Programa de Mobilidade Acadêmica Andifes permite que estudantes de qualquer curso de graduação das instituições credenciadas possam deslocar-se para outras Ifes para cursarem parte das disciplinas do currículo de seu curso, por um período de até um ano, permitindo aos acadêmicos a aquisição de novas experiências e interação com outros aspectos culturais da realidade brasileira.

 

II. Mobilidade Santander Nacional 

Convênio firmado entre a Associação Nacional de Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) e o Banco Santander para apoiar o PMA, por meio da concessão de bolsas, propiciando aos estudantes de qualquer curso de graduação das Instituições credenciadas a possibilidade do deslocamento para outras Ifes para cursarem parte das disciplinas do currículo de seu curso, por um período de um semestre, permitindo aos acadêmicos a aquisição de novas experiências e interação com outros aspectos culturais da realidade brasileira.

 

III. Mobilidade Santander Regional 

Convênio firmado entre a Associação Nacional de Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) e o Banco Santander para apoiar o PMA, através da concessão de bolsas, propiciando aos estudantes de qualquer curso de graduação a possibilidade do deslocamento para Universidades instaladas na Região Norte, diferente daquela em que está sediada a instituição na qual se encontra matriculado, para cursarem parte das disciplinas do currículo de seu curso, por um período de um semestre, permitindo aos acadêmicos a aquisição de novas experiências e interação com outras culturas da realidade brasileira.

 

* Sobre mobilidade acadêmica internacional e convênios com universidades de outros países, consulte a página www.uft.edu.br/internacional

 

Requisitos

Para participar do PMA, o estudante interessado deve atender aos seguintes requisitos:

  • estar matriculado em curso de graduação de alguma instituição brasileira conveniada;
  • ter concluído pelo menos 20% (vinte por cento) da carga horária de integralização do curso de origem;
  • não ter mais de duas reprovações acumuladas nos dois períodos letivos que antecedem o pedido de mobilidade;
  • observar os pré-requisitos do currículo do curso da Ife objeto da solicitação.

Diretrizes

Convênio Andifes de Mobilidade Acadêmica

Prazos

• Até 31/05/2015 - Período para estudantes da UFT e de outras Ifes solicitarem participação no PMA com ingresso no 2º semestre letivo de 2015.

• Até 31/10/2015 - Período para estudantes da UFT e de outras Ifes solicitarem participação no PMA com ingresso no 1º semestre letivo de 2016.

Procedimentos - Estudantes da UFT

1. Verificar no site da instituição de destino o prazo para enviar o pedido, a documentação necessária e o programa das disciplinas que pretende cursar. 

2. O estudante deve, então, requerer a mobilidade junto ao Setor de Protocolo anexando ao processo os seguintes documentos:    
•    Requerimento de inscrição
•    Plano de estudos, contendo as disciplinas que pretende cursar, deferido pelo coordenador do curso - O coordenador deve verificar a compatibilidade das disciplinas solicitadas para posterior aproveitamento automático, uma vez obtida a aprovação.
•    Programa(s) ou ementa(s) da(s) disciplina(s) a ser(em) cursadas(s), assinadas pela instituição receptora ou com código de autenticidade
•    Cópia RG e CPF
•    Histórico escolar atualizado com coeficiente de rendimento, com código de autenticidade ou assinado pela Secretaria Acadêmica ou Coordenação do Curso.
•    Comprovante de matrícula do período que está cursando, com código de autenticidade ou assinado.

3. O Protocolo encaminha o processo à DPEE/Prograd para análise.

4. A DPEE encaminha ofício com o processo do estudante, por meio dos Correios, para a instituição de destino.

5.    A instituição de destino faz a análise do pedido e encaminha um ofício para a DPEE informando o deferimento ou não do pedido. Em ambos os casos, a DPEE entra em contato com o estudante para informar o resultado.

6.    Em caso de deferimento do pedido, a DPEE encaminha cópia do processo para a Secretaria Acadêmica para providências.

7.    Ao final do semestre, a instituição de destino encaminha o histórico escolar do estudante para a DPEE e esta o encaminha para a Secretaria Acadêmica. O aluno deve, então, solicitar no protocolo o aproveitamento das disciplinas cursadas na IFES receptora.

Procedimentos - Estudantes de outras Ifes

1. Verificar no site da UFT o prazo para enviar o pedido, a documentação necessária e o programa das disciplinas que pretende cursar. 

2. As instituições de origem devem encaminhar os pedidos de mobilidade para à DPEE, via Correios, contendo os seguintes documentos:
•    Requerimento de inscrição
•    Cópia RG e CPF
•    Histórico escolar completo, original e assinado
•    Atestado de vínculo com a Ifes de origem, fornecido pelo setor de registro competente, original e assinado
•    Declaração de liberação da coordenação do curso de origem contendo a indicação das disciplinas de interesse do aluno

3.    A DPEE encaminha memorando com o processo do estudante para o coordenador do Curso.

4.    O coordenador tem um prazo de 15 (quinze) dias para analisar o pedido do aluno e responder à DPEE sobre o pleito do estudante.

5.    A DPEE encaminha ofício para a instituição de origem do estudante informando o deferimento ou não.

6.    Em caso de deferimento do pedido, a DPEE encaminha cópia do processo para a Secretaria Acadêmica para providências.

7.    A DPEE encaminha o comprovante de matrícula de aluno regular para a instituição de origem do estudante informando as disciplinas em que o aluno está matriculado.

8.    Ao final do semestre, a DPEE encaminha o histórico escolar do estudante para a instituição de origem.

Ifes participantes

Região Norte

  • Universidade Federal do Acre (Ufac)    
  • Universidade Federal do Amazonas (Ufam) 
  • Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra)
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade Federal do Amapá (Unifap)
  • Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

 

Região Nordeste

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA)
  • Universidade Federal de Alagoas (Ufal)
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Universidade Federal do Cariri (UFCA)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa)
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB)
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)

 

Região Centro-Oeste

  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) 
  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)

 

Região Sudeste

  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG)
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ)
  • Universidade Federal do ABC (UFABC)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Universidade Federal de Alfenas (Unifal)
  • Universidade Federal de Itajubá (Unifei)
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)

 

Região Sul

  • Fundação Universidade Federal do Rio Grande (Furg)
  • Fundação Universidade de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila)
  • Fundação Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Perguntas Frequentes

1. Como faço para me inscrever no PMA?
De posse de toda a documentação, no período previsto no calendário acadêmico, você deve comparecer ao setor de protocolo da Secretaria Acadêmica e dar entrada no pedido de solicitação de mobilidade.

2. Onde encontro o requerimento de inscrição?
Você pode encontrá-lo aqui mesmo, na página do PMA, no menu Sobre >  Documentos > Formulários.

3. O que é o plano de estudos solicitado no requerimento de inscrição?
É a parte do requerimento em que o acadêmico solicitante preenche listando as disciplinas que pretende cursar na Ifes destino para serem analisadas pelo coordenador, com relação à equivalência, por meio das ementas que o aluno entregar. Essa etapa é importante, pois define se o aluno poderá ou não aproveitá-las, quando retornar à instituição de origem.

4. Em que período do ano posso solicitar a mobilidade?
As solicitações de participação no PMA podem ser realizadas de acordo com os editais lançados ou, na ausência destes, até 31 de maio e até 31 de outubro de cada ano para os semestres letivos subsequentes.

5. Posso participar do PMA estando no último período do curso?
Sim, porém não é permitido ao estudante cursar as disciplinas de estágio, o trabalho de conclusão de curso ou monografia na instituição receptora.

6. A minha solicitação pode ser recusada?
Sim. Caso sua documentação não esteja de acordo com as normas do Programa, Convênio Andifes e a Resolução Consepe nº 21/2014, ou ainda pela inexistência de vagas nas disciplinas pretendidas na instituição de destino.

7. Qual o primeiro local que devo procurar quando chego na Universidade destino?
O estudante deve dirigir-se, no período estipulado, à coordenação do seu curso ou no local indicado no documento expedido pela instituição de destino para efetuação da matrícula nas disciplinas pretendidas.

8. Qual a duração da participação no Programa?
O aluno não pode se afastar da instituição de origem, sob o amparo do vínculo temporário previsto neste convênio, por prazo superior a um ano letivo.

9. Posso solicitar prorrogação?
Em caráter excepcional, a critério da instituição receptora, pode haver renovação, sucessiva ou intercalada, do vínculo temporário, por até mais um período letivo.

10. Como fica minha vaga na instituição de origem?
Durante o afastamento, o aluno terá sua vaga assegurada no curso de origem, devendo o período de afastamento ser computado na contagem do tempo máximo disponível para a integralização do respectivo currículo pleno.

11. É garantido que as disciplinas cursadas na instituição receptora serão aproveitadas na minha Universidade?
Sim, desde que a equivalência tenha sido deferida pela coordenação do curso. Caso exista alguma(s) disciplina(s) cursada(s) na instituição de destino sem equivalência com as disciplinas constantes na matriz curricular do curso de origem, esta(s) poderá(ão) ser aproveitada(s) como optativa(s).

12. O PMA prevê algum auxílio financeiro ou de deslocamento?
Não. Não existe previsão de auxílio financeiro. Eventualmente, a partir de um convênio do Banco Santander com a Andifes, são disponibilizadas bolsas para mobilidade, através da publicação de editais nas Ifes participantes.

13. Mobilidade e transferência são a mesma coisa?
Não. A mobilidade não é transferência. Os pedidos de transferência seguem normas específicas das Universidades com publicação de editais próprios. No caso da UFT, as transferências são efetuadas por meio do extravestibular.

{loadrecentdocuments folder,195dc916-bd72-46ef-bb7d-ee878fd9e706,20,cm:title+ASC}

Contato

Pró-Reitoria de Graduação (Prograd/UFT)
Diretoria de Programas Especiais em Educação (DPEE)
Setor de Aperfeiçoamento Discente
Programa de Mobilidade Acadêmica (PMA)

Endereço:
Universidade Federal do Tocantins (UFT) | Câmpus de Palmas
Avenida NS 15, Quadra 109 Norte | Plano Diretor Norte
Bloco IV, Sala 219
Palmas/TO | 77001-090

Telefone: (63) 3232-8271
E-mail:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Site: www.uft.edu.br/mobilidade

Coordenador:
Thiago Ramos Machado

Fim do conteúdo da página