Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Professora de Gurupi defende tese de doutorado em universidade portuguesa
Início do conteúdo da página

Professora de Gurupi defende tese de doutorado em universidade portuguesa

Por Samuel Lima | Publicado: Quarta, 26 de Junho de 2019, 14h49 | Última atualização em Quarta, 26 de Junho de 2019, 15h22

Defesa da tese ocorreu no último dia 17 de junho, em Portugal (Foto: divulgação)Defesa da tese ocorreu no último dia 17 de junho, em Portugal (Foto: divulgação)

No último dia 17 de junho, a professora do curso de Engenharia Florestal do Câmpus de Gurupi, Maíra Sarmento, defendeu sua tese de doutorado na Universidade de Aveiro, na cidade de Aveiro, Portugal. A tese intitulada “Respostas fisiológicas e metabolômicas para a seleção precoce de Eucalyptus spp tolerantes à seca e pragas” obteve resultados que irão contribuir para a seleção precoce de Eucalyptus mais adaptados às condições de seca e resistentes à pragas.

A tese foi desenvolvida sob a orientação dos professores Amadeu M.V.M. Soares e Glória C. Pinto.  A banca examinadora foi composta pelos professores Vítor António Ferreira da Costa - professor catedrático da Universidade de Aveiro; Wagner Luiz Araújo – Professor Associado da Universidade Federal de Viçosa (UFV); Lia-Tânia Rosa Dinis – Professora da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Sandra Isabel Marques Correia – Professora da Universidade de Coimbra; e Artur João da Costa Peixoto Alves - professor da Universidade de Aveiro.

A referida tese foi desenvolvida dentro do plano de qualificação e formação docente (PQFD) do curso de Engenharia Florestal do Câmpus de Gurupi e recebeu apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Este trabalho é fruto de um convênio de cooperação internacional entre a UFT e a Universidade de Aveiro que vigora desde o ano de 2004. A Universidade de Aveiro está entre as universidades europeias que possuem acordo de cooperação científica internacional firmado entre o Brasil e a União Europeia e está classificada entre as 600 melhores universidades do mundo de acordo com o último ranking da Times Higher Education 2019, que é a entidade que ranqueia as universidades em todo o mundo.

registrado em:
marcador(es): Comunidade
Fim do conteúdo da página