Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Cartilhas de Mapeamento Social de comunidades quilombolas e Agroecologia são destaque em oficina
Início do conteúdo da página
Tocantinópolis

Cartilhas de Mapeamento Social de comunidades quilombolas e Agroecologia são destaque em oficina

Por Heloísa Cipriano | Supervisão: Samuel Lima | Publicado: Segunda, 07 de Agosto de 2017, 16h39 | Última atualização em Quinta, 10 de Agosto de 2017, 08h34
// // //

Capa da cartilha sobre as comunidades quilombolas da região do Jalapão e Bico do PapagaioCapa da cartilha sobre as comunidades quilombolas da região do Jalapão e Bico do PapagaioUm trabalho realizado com cartografia social por educadores e educandos do câmpus de Tocantinópolis trouxe o tema das comunidades quilombolas da região do Jalapão e Bico do Papagaio. A iniciativa resultou na produção de uma cartilha que contém os mapas destes territórios. A produção dos mapas tem a importância de documentar o território e garantir conquistas para as comunidades.

O trabalho de cartografia social, fruto de uma pesquisa iniciada em 2012, é desenvolvida pela Organização não-Governamental (ONG) Alternativa para a Pequena Agricultura no Tocantins (APA-TO); pela UFT, através da professora Rejane Medeiros e pelas próprias comunidades quilombolas.

Além disso, houve o lançamento de uma cartilha sobre agroecologia, produzida pela APA-TO em conjunto com comunidades camponesas do Tocantins. O objetivo da cartilha é de sistematizar experiências agroecológicas como também difundir técnicas alternativas para a produção de alimentos saudáveis.

 

Oficina de Mapeamento Social e Agroecologia

No último sábado (05), o auditório Vigilante Adão Ribeiro da Silva, do Câmpus de Tocantinópolis, sediou a Oficina sobre Mapeamento Social e Agroecologia, onde foram apresentadas as cartilhas de mapeamento social das comunidades quilombolas. A atividade, organizada pelo Curso de Educação do Campo: Artes e Música, integrou temas pertinentes às disciplinas que estão sendo ministradas neste semestre 2017/2.

Oficina de Mapeamento e Agroecologia realizada no câmpus de Tocantinópolis (Foto: Maciel Cover)
A Oficina teve a presença do professor Paulo Rogério Gonçalves, diretor da ONG APA-TO; da secretária Executiva da Coordenação de Comunidades Quilombolas do Tocantins, Maria Aparecida Ribeiro Sousa; da professora de Educação do Campo da UFT, Rejane Medeiros;  e dos acadêmicos Sirlene Mattos, Giovene Matos, Ana Claudia Matos, Euzivan Tavares da Silva e Keila Barbosa, discentes da Comunidade Quilombola de Mumbuca/Mateiros localizada na região do Jalapão que foram protagonistas na elaboração da cartografia social apresentada no evento.

Segundo Maciel Cover, coordenador das atividades, a Oficina foi proveitosa para o curso de Educação do Campo, tendo em vista o diálogo que deve ser realizado com as comunidades rurais e a discussão dentro do paradigma da agroecologia. Os discentes falaram sobre sua relação com os temas da Agroecologia e Cartografia Social, articulando o que é trabalhado na grade curricular do curso com experiência prática.

Mais informações pelo telefone da Coordenação do do curso de Educação do Campo de Tocantinópolis, (63) 3471-6020, ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

registrado em:
Fim do conteúdo da página