Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Estudante de Relações Internacionais da UFT é premiada na 26ª edição do Eneri
Início do conteúdo da página
Destaque

Estudante de Relações Internacionais da UFT é premiada na 26ª edição do Eneri

Por Joice Danielle Nascimento | Revisão: Paulo Aires | Publicado: Segunda, 12 de Dezembro de 2022, 11h20 | Última atualização em Sexta, 30 de Dezembro de 2022, 18h10

A estudante Marília Campos de Souza, do curso de Relações Internacionais da UFT, foi premiada pela apresentação de trabalho acadêmico na 26ª edição do Encontro Nacional de Estudantes de Relações Internacionais (Eneri), realizado no Rio de Janeiro, entre os dias 15 e 18 de setembro de 2022. Na ocasião, a estudante apresentou o trabalho intitulado “Violação dos Direitos Fundamentais das Mulheres no Oriente Médio: Caso Turquia e Afeganistão''. Após a avaliação de especialistas da área, o trabalho ficou em 1° lugar na categoria Banner. O resultado da premiação foi divulgado na última terça-feira, 06 de dezembro, pelas redes sociais do evento.

Para Marília, a premiação no ENERI foi significativa: “Fiquei extremamente feliz com a premiação no Eneri/RIO. Foi muito importante em questão de visibilidade ao curso de Relações Internacionais da UFT. Por ser um curso relativamente novo na nossa Universidade, muitos colegas de outras regiões do Brasil ali presentes no congresso ainda não o conheciam. Além disso, fico feliz pela visibilidade do tema proposto, visto que não é uma temática tão em pauta nas RIs. Muitas pessoas não sabiam que a Turquia havia deixado um acordo internacional importantíssimo em 2021 ou que o Afeganistão havia rompido um “acordo de paz” no mesmo ano. Eu levei isso para o congresso e vi despertar o interesse dessas pessoas em saber mais sobre o assunto. Com isso, o sentimento foi de muita felicidade e de certeza de que estou indo pelo caminho certo”.   

Marília explica que o trabalho apresentado durante o evento é fruto do interesse de ir além dos temas cotidianamente debatidos no contexto das RIs: “A ideia do tema surge a partir da vontade de fugir dos temas hegemônicos das Relações Internacionais, atrelado ao desejo de trazer mais temas com abordagens feministas para dentro do campo das RIs, visto que o feminismo também é considerado uma teoria que pode, sim, ser capaz de explicar as RIs. Também pela falta de um núcleo de estudos com análises e debates acerca dos temas médio-orientais no curso de Relações Internacionais da UFT. Esses fatores foram decisivos na escolha do tema, além do fato de que Oriente Médio sempre foi fascinante para mim. E com a escrita do TCC, banner e a minha orientadora Gleys Ially Ramos que acolheu a proposta, tive a oportunidade de me aprofundar nesses assuntos que considero relevantes para a área”.

A estudante destaca ainda que os debates levantados pelo tema vão além das Relações Internacionais, pois são relevantes também para as discussões sobre feminismo: “Esta pesquisa busca analisar e levantar discussões pertinentes às condições em que as mulheres médio-orientais são submetidas na Turquia e no Afeganistão, a partir dos direitos fundamentais das mulheres violados e relativizados com a saída destes países dos tratados internacionais "Convenção de Istambul" e "Acordo Doha". Esses acordos celebraram a conquista de direitos importantes que garantiram às mulheres maior autonomia política e direitos iguais. A pesquisa é fundamentada na teoria feminista através de uma analise internacional entre política, gênero e religião”.  

Sobre o ENERI

O ENERI é um evento anual que reúne estudantes de Relações Internacionais de todo o Brasil, que acontece desde 1995. Considerado o maior evento de RI da América da Latina, seu objetivo é trazer aos congressistas um intercâmbio de conhecimentos entre estudantes e profissionais da área, proporcionando a ampliação e o desenvolvimento de redes de contatos, integração acadêmica e social, além do desenvolvimento profissional e pessoal na área de Relações Internacionais.   

Fim do conteúdo da página