Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Professor da UFT participa do lançamento do Programa de Combate à Desinformação, do STF
Início do conteúdo da página
PARCERIA

Professor da UFT participa do lançamento do Programa de Combate à Desinformação, do STF

Por Samuel Lima | Publicado: Segunda, 23 de Mai de 2022, 17h38 | Última atualização em Segunda, 23 de Mai de 2022, 17h44

Professor Anderson Barbosa Baptista durante fala no Supremo Tribunal Federal (Imagem - Reprodução Youtube STF Oficial)Professor Anderson Barbosa Baptista durante fala no Supremo Tribunal Federal (Imagem - Reprodução Youtube STF Oficial)

Na última semana, dias 18 e 19 de maio, o Supremo Tribunal Federal promoveu o lançamento do Programa de Combate à Desinformação, com participação de ministros do STF e paineis de discussão com representantes de instituições parceiras, tanto dos setores público quanto privado. A Universidade Federal do Tocantins (UFT) foi representada no evento pelo professor do curso de Medicina (Palmas), Anderson Barbosa Baptista, que apresentou sugestões para o combate à desinformação.

Em sua fala, Baptista enfatizou que acredita que a formação do cidadão contra a desinformação deve se dar desde o ensino básico. "Temos como sugestão, o desenvolvimento de projetos de pesquisa  e de extensão que integrem o tema, de foram interdisciplinar de modo a alcançar todos os públicos, pois entendemos que o combate à desinformação, quando feito de forma integrada, atinge com melhor eficiência os objetivos específicos", afirmou. "Consideramos valioso o convênio com o Supremo Tribunal Federal, e nos colocamos como parceiros, reforçando nosso papel na sociedade", destaca.

Durante os três paineis (“Parcerias com os setores público e privado para combater a desinformação”, "“Papel das agências de checagem e da sociedade civil para combate a notícias falsas” e  “Contribuição das universidades para a preservação da democracia”) discutiram formas e estratégias de combate à circulação de notícias falsas e o discurso de ódio, "que afetam a confiabilidade nas instituições e direitos fundamentais, como acesso à informação e outros", diz o STF em notícia em seu Portal.

Além da UFT, entre as instituições de ensino, são parceiras outras como a UFC, UEL, UEPG, USP, UDESC, UFMT, UECE, UEPB, UFES, UFRR e UEG.

Confira, abaixo, como foi a participação de Baptista no painel nº 3, sobre a contribuição das universidades para a preservação da democracia.

 

 

Leia mais

registrado em:
Fim do conteúdo da página