Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Pesquisador da UFT analisou processos de comunicação científica na Região Norte do Brasil
Início do conteúdo da página
PPGCOM PESQUISA

Pesquisador da UFT analisou processos de comunicação científica na Região Norte do Brasil

Por Gabriela Melo (PPGCom) | Revisão: Samuel Lima | Publicado: Quarta, 10 de Julho de 2019, 14h47 | Última atualização em Quarta, 10 de Julho de 2019, 14h47
// // //

Edson Oliveira é mestre pela UFT (Foto: Divugação / Arquivo Pessoal)Edson Oliveira é mestre pela UFT (Foto: Divugação / Arquivo Pessoal)A pesquisa intitulada “Gestão do conhecimento e repositórios institucionais nas instituições de ensino e pesquisa na Região Norte do Brasil” do mestre pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), Edson Oliveira, buscou compreender o processo de gestão da comunicação científica no âmbito das Instituições de Ensino e Pesquisa da Região Norte do Brasil.

Oliveira explicou que os Repositórios Institucionais de acesso aberto à informação científica (RIs) surgiram com o propósito de gerenciar e proporcionar maior visibilidade a produção científica de universidades e instituições de pesquisa. Segundo o pesquisador, um dos desafios do funcionamento dos RIs é a compreensão do processo de gestão da comunicação científica no âmbito das instituições de ensino e pesquisa.

Os dados foram coletados por meio de questionário com questões abertas e fechadas, com a identificação categoria ou grupo de atores e, em seguida, submetidos à análise textual. Entre os resultados da pesquisa, foi possível produzir um diagnóstico atual da situação dos RIs da Região Norte, apresentando pontos fortes e desafios entre as experiências descritas.

“A análise permitiu conhecer a realidade de dois dos mais importantes instrumentos para a promoção do acesso aberto: a criação dos RIs na região e a iniciativa dos profissionais da informação por meio da Carta de Belém até a criação da Rede Norte de Repositórios Institucionais. Um ambiente para criação e implantação dos RIs, e outra questão são as  políticas de informação e funcionamento dos RIs voltadas para o acesso aberto e visibilidade da produção acadêmica das Instituições como um recurso para planejamento dos próximos passos do acesso aberto e redes colaborativas na Região Norte”, explicou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página