Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso de Educação do Campo recebe nota máxima do Ministério da Educação
Início do conteúdo da página
Arraias

Curso de Educação do Campo recebe nota máxima do Ministério da Educação

Por Virgínia Magrin | Publicado: Sexta, 26 de Abril de 2019, 12h33 | Última atualização em Sexta, 26 de Abril de 2019, 16h39

Ainda jovem, com sua primeira turma formada em novembro do ano passado, o curso de Educação do Campo tem se mostrado para o que veio. Na sua última avaliação pelo Ministério da Educação (MEC) ele recebeu a nota 5, que é a nota máxima atribuída pelo órgão. De acordo com o MEC, isso representa que o curso tem alto nível, devendo ser visto como referência pelos demais nos aspectos relacionados ao ensino, a pesquisa, a extensão, a responsabilidade social, o desempenho dos alunos, a gestão e o corpo docente.

Outorga de Grau da primeira turma de Educação do Campo no Câmpus de Arraias, em 30 novembro de 2018 (Foto: Divulgação)Outorga de Grau da primeira turma de Educação do Campo no Câmpus de Arraias, em 30 novembro de 2018 (Foto: Divulgação)

Para a aluna da primeira turma de Educação do Campo e atualmente mestranda em Educação pela UFT, Lília Reijane Menezes, essa nota é motivo de muito orgulho. “Fico muito contente em ter contribuído para que nosso curso tenha sido avaliado com nota máxima do MEC. Isso é resultado de um trabalho coletivo voltado realmente para uma formação integral do sujeito, numa perspectiva de um sujeito ético, político, crítico, reflexivo e criativo. Além disso, a equipe do curso tem focado no verdadeiro papel da universidade - Ensino, Pesquisa e Extensão”.

Adriana Demite Stephani, diretora substituta do Câmpus de Arraias, destaca que a conquista reflete que o planejamento e o trabalho coletivo desenvolvidos até aqui tem obtido resultados positivos e é e preciso celebrar essas conquistas, sem perder o foco nos novos objetivos: “O Câmpus tem como visão tornar todos os cursos referência local e regional”, afirma ela.

Segundo o coordenador do curso, professor Waldir Pereira da Silva, é um momento muito especial e significativo para o curso, para o Câmpus de Arraias e para a Universidade. "Em tempos difíceis, ser avaliado pelo MEC com nota máxima é um privilégio e fruto de um trabalho coletivo. Nosso lema nessa jornada foi 'Um ao outro ajudou, e ao seu companheiro disse: esforça-te'. Os 15 docentes, a secretária, alunos (as) e egressos do curso, a Direção do Câmpus e os demais setores administrativos, e a gestão da Universidade muito contribuiram e fazem parte desta conquista", disse o coordenador.

A pró-reitora de Graduação da UFT, professora Vânia Passos, diz que o relatório do MEC ressaltou diversos pontos positivos, como a organização didático-pedagógica, a perspectiva interdisciplinar, a pedagogia de alternância e o diálogo com as comunidades camponeses, quilombolas e escolas do campo, entre outros. "Isso proporcionou à Universidade uma inserção muito rica nas comunidades. Um curso com essa pontuação ressalta todo um alinhamento com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e, consequentemente ao Projeto Pedagógico Institucional (PPI). Demonstra também um forte empenho da equipe gestora do curso, Câmpus e gestão superior nesse processo de articulação entre docentes, técnicos e discentes, na luta constante por uma universidade pública, gratuita e de qualidade inovadora", enfatiza a pró-reitora. (Colaborou Samuel Lima/Sucom)

Leia mais sobre o curso de Educação do Campo na UFT

Saiba quais outros cursos foram avaliados pelo MEC

registrado em:
Fim do conteúdo da página