Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso sobre modelagem molecular traz novas perspectivas sobre a produção alimentícia
Início do conteúdo da página
Agronomia

Curso sobre modelagem molecular traz novas perspectivas sobre a produção alimentícia

Por Thais Oliveira | Supervisão: Samuel Lima | Publicado: Sexta, 24 de Agosto de 2018, 15h53 | Última atualização em Sexta, 24 de Agosto de 2018, 17h30
// // //

A II Semana Acadêmica Integrada de Agronomia e Produção Vegetal, organizada pelos cursos de Agronomia e o Programa de Pós-graduação em Produção Vegetal (PG-PV) do Câmpus de Gurupi, trouxe novas perspectivas relacionados às áreas agrárias. A Semana, que finaliza nesta sexta-feira (24), teve entre suas atividades o curso "Modelagem Molecular Aplicada ao Planejamento de Compostos Bioativos", que contou com a participação de docentes, discentes (principalmente do programa de pós-graduação) e técnicos administrativos (dos laboratórios) do Câmpus de Gurupi.

Um dos assuntos abordados durante a Semana foi o desenvolvimento de estudos de prospecções de extratos vegetais e moléculas sintéticas com potencial inseticida abordado por Graziela Domingues de Almeida Lima, que é residente pós-doutoral no Departamento de Entomologia da Universidade Federal de Viçosa (Laboratório de Fisiologia e Neurobiologia de Invertebrados). Ela trabalha em Viçosa desde 2011, com toxicologia e prospecção de substâncias que possuem atividades biológicas e diversas desde atividades antitumoral a prospecções de substâncias e compostos que estão relacionadas a inseticidas. "O problema de resistências a inseticidas que temos no Brasil é um problema muito grave que se encontra em expansão; a busca de novas substâncias, tanto naturais quanto sintéticas, é algo relevante", pontua.

As questões relacionadas a pesticidas ganharam lugar para debate na Semana Acadêmica. O palestrante Eugênio Eduardo de Oliveira falou sobre o uso de inseticidas no controle de insetos e pragas. "O uso deve ser bem elaborado para que não ocorram problemas maiores", frisou, destacando que o assunto demanda muita discussão com base nas características observadas quanto aos pesticidas. Segundo ele "é possível produzir na atualidade de forma agroecológica; no entanto, este processo necessita de algumas restrições no consumo de cada pessoa", ressaltou.

Outro palestrante, o doutor em Biotecnologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2011), Bruno Silva Andrade, disse que o objetivo do curso foi  trazer ferramentas sobre a modelagem molecular da química computacional, para que haja compreensão sobre alguns problemas biológicos, como por exemplo o planejamento de drogas, doenças humanas e animal, também área agrícola na parte de controle de pragas. "Este curso pode permitir que alunos e docentes tenham interesse na produção científica, para que haja um aprofundamento maior sobre estas questões", finalizou. 

Os palestrantes 

Bruno Silva Andrade, é doutor em Biotecnologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2011), É professor e orientador no Programa de Pós-graduação em Biotecnologia UEFS/Fiocruz-Ba, Programa de Pós-graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Programa de Pós-graduação em Química (UESB).

Eugênio Eduardo de Oliveira é Engenheiro Agrônomo, Doutor em Ciências Naturais, Zoologia - Neurobiologia (2010) pela Universität zu Köln (Universidade de Colônia, Alemanha). Atualmente é professor adjunto IV no Departamento de Entomologia (DDE) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde orienta estudantes de mestrado e doutorado nos programas de Pós-Graduação em Entomologia (Conceito 7 da CAPES), de Ecologia (Conceito 4 da CAPES) e no Mestrado Profissional em Defesa Sanitária Vegetal (Conceito 4 da CAPES). Participou como palestrante para turma de pós-graduação em produção vegetal na II Semana integrada de Agronomia e Produção Vegetal. Foi também colaborador na ministração do Workshop de Modelagem Molecular Aplicada ao Planejamento de compostos Bioativos.

Graziela Domingues de Almeida Lima é residente Pós-doutoral no Departamento de Entomologia da Universidade Federal de Viçosa (Laboratório de Fisiologia e Neurobiologia de Invertebrados), onde desenvolve estudos de prospecção de extratos vegetais e moléculas sintéticas com potencial inseticida.

 

 

 

registrado em:
marcador(es): Gurupi,Home,PPGPV,Agronomia
Fim do conteúdo da página