Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental é avaliado com nota 4
Início do conteúdo da página
ARRAIAS

Curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental é avaliado com nota 4

Por Samuel Lima | Publicado: Quarta, 30 de Agosto de 2017, 23h10 | Última atualização em Quinta, 31 de Agosto de 2017, 15h52
// // //

Reunião com avaliadores do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental (Foto: Divulgação / Câmpus de Arraias)Reunião com avaliadores do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental (Foto: Divulgação / Câmpus de Arraias)O curso de graduação de Turismo Patrimonial e Socioambiental no Câmpus da UFT em Arraias recebeu este mês uma Comissão Externa de Avaliação do Ministério da Educação (MEC), com o intuito de avaliar as condições da graduação para o reconhecimento e renovação do reconhecimento do curso. Ao final dos trabalhos a Comissão avaliou o curso com nota 4 (a nota máxima é 5).

A coordenadora do curso, professora Valdirene de Jesus, comemorou a nota e agradeceu à comunidade universitária por meio de um comunicado enviado aos discentes e docentes e a todos os que contribuíram para a avaliação recebida pelo curso. "A harmonia desse conjunto se deve a quem? A todos os sujeitos que ali estão e os que de alguma forma contribuíram na efetivação do sonho do Curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental do Câmpus Universitário Prof. Dr. Sérgio Jacintho Leonor/Arraias", disse a coordenadora a terceirizados, técnicos administrativos, docentes e discentes. Valdirene ainda lembrou o trabalho conjunto realizado com a ex-reitora Isabel Auler (falecida em maio último).

O diretor do Câmpus de Arraias, professor Antonivaldo de Jesus, ressaltou a importância da composição entre gestão da UFT, dos câmpus e dos cursos. "A nota representa esse alinhamento muito forte entre a gestão superior, o Câmpus e os cursos. Nossa meta de tirar uma boa nota foi alcançada, porém o que faremos agora será alinhar o que foi detalhado no relatório, pois tivemos muitos itens com nota máxima, daí estaremos buscando efetivamente com um curso nota cinco (5)", enfatizou, parabenizando a comunidade acadêmica pelo envolvimento e preocupação com o fortalecimento institucional.

Valdirene agradeceu e destacou também as palavras dos avaliadores quando da emissão da nota. "Em razão do acima exposto e considerando ainda os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e neste instrumento de avaliação, este Curso de Tecnologia em Turismo Patrimonial e Socioambiental da UFT-TO, Câmpus de Arraias, apresenta um perfil Muito Bom, o que equivale ao Conceito Final 4".

O curso
A graduação tecnológica em Turismo Patrimonial e Socioambiental do Câmpus de Arraias foi criado com a Resolução do Conselho Universitário (Consuni) nº 15 de 19 de novembro de 2013. A autorização e estrutura curricular estão em resoluções do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), nº 06 de 15 de abril de 2015 e a de  nº 07 de 16 de agosto de 2016., respectivamente.

Saiba mais
Conforme o Guia de Cursos da UFT, o egresso (formado) do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental pode atuar em ações relacionadas com o desenvolvimento regional e nacional do setor turístico; planejar e desenvolver ações turísticas; elaborar planos municipais de turismo; selecionar e avaliar informações geográficas, históricas, artísticas, esportivas, recreativas, de entretenimento, folclóricas, artesanais, gastronômicas, religiosas e quaisquer outros traços culturais e formas de manifestações das comunidades.
Pode ainda trabalhar com educação, orientação, assessoramento, planejamento e administração em empresas ou instituições públicas ou privadas. Habilita-se a integrar equipes interdisciplinares e multidisciplinares, interagindo criativamente frente aos diferentes contextos organizacionais e sociais; conhecer e exercitar os princípios básicos da convivência nas relações humanas, nas relações públicas, nas  articulações interpessoais, desenvolvendo posturas estratégicas para o êxito de qualquer evento turístico; elaborar, implantar e avaliar projetos turísticos, adotando o conceito de excelência na arte de receber e servir.
O egresso pode atuar em órgãos, instituições, públicas, privadas, mistas, ONGs, Associações e junto a comunidades que  necessitem  de  profissionais  que  possam  planejar,  inventariar,  ordenar, projetar, manejar ações do turismo sustentável, com foco no turismo sociocultural, socioambiental, socioeconômica, sociopolítico-institucional. Pode ainda interagir com os diversos segmentos turísticos existentes, como por exemplo, turismo de lazer, de negócios, cultural, religioso, rural, ecoturismo, da melhor idade e outros.
registrado em:
Fim do conteúdo da página