Ir direto para menu de acessibilidade.

Página inicial > Últimas Notícias > Após AVC, reitora Isabel Auler segue em estado grave, porém estável, na Argentina
Início do conteúdo da página
URGENTE

Após AVC, reitora Isabel Auler segue em estado grave, porém estável, na Argentina

Por Bianca Zanella | Publicado: Sábado, 28 de Janeiro de 2017, 17h39 | Última atualização em Sábado, 28 de Janeiro de 2017, 18h06

A reitora da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Isabel Auler, permanece internada em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Fundación para la Lucha contra las Enfermedades Neurológicas de la Infancia (Fleni), em Buenos Aires, na Argentina. Ela está hospitalizada desde a última quinta-feira (26), quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), também chamado de derrame cerebral, durante viagem de férias com o filho, Renato Auler.

De acordo com Neilton Araújo de Oliveira, médico e professor da UFT que está acompanhando o caso diretamente com a família de Isabel e a equipe médica que atende a reitora na Argentina, a prioridade nas próximas horas é garantir a estabilidade do quadro neurológico. "A causa ou o conjunto de fatores associados que possam ter provocado o AVC estão sendo investigados para o seu correto e adequado enfrentamento. A prioridade, porém, é observar a recuperação do derrame, e para isso as próximas 48 horas serão decisivas", informou.

Isabel segue em coma induzido, o que, segundo explica o médico, é um procedimento indicado em casos como este para reduzir e estabilizar a atividade cerebral. "Os médicos estão reduzindo a sedação gradativamente para poder avaliar o quadro neurológico, o que deve continuar ocorrendo até amanhã, pelo menos. Somente a partir daí outras medidas sobre o quadro clínico geral e outros diagnósticos associados poderão ser definidos", ressaltou.

Ainda de acordo com o médico uma possível intervenção cirúrgica é avaliada o tempo todo, mas até o momento não houve indicação desta necessidade. "Também seria precipitado, neste momento, falarmos em transferência para o Brasil, porque é preciso ainda avaliar melhor a situação, mas é fundamental que sejam tomadas todas as medidas administrativas cabíveis junto aos órgãos competentes para viabilizar o translado da paciente assim que existirem condições clínicas para isto", finalizou.


Mobilização

Claudia Auler, filha de Isabel, professora e coordenadora do Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFT no Câmpus de Gurupi, chegou a Buenos Aires na madrugada deste sábado (28) para acompanhar o irmão e a mãe durante esta fase do tratamento.

Estudantes, técnicos-administrativos e professores da UFT permanecem em vigília. As manifestações de solidariedade e torcida pela recuperação de Isabel são incontáveis e constantes. Além disso, nesta segunda-feira (30), às 17h, um culto ecumênico irá reunir alunos, colegas da universidade, familiares e amigos no auditório do Cuica, em Palmas, para orações pela pronta recuperação da saúde da reitora.

Paralelamente, a equipe de gestão da UFT está mobilizada e em permanente articulação de apoio à família de Isabel na resolução de questões práticas e burocráticas, inclusive na busca de apoio institucional do consulado e da embaixada brasileira na Argentina, além de outras instituições e órgãos relacionados dos governos Federal e Estadual do Tocantins, no sentido de agilizar esforços e providências que viabilizem a continuidade do tratamento em Buenos Aires ou a transferência assistida da reitora de volta ao Brasil, na qualidade de autoridade brasileira, conforme o que for mais indicado pela equipe médica que a acompanha.

registrado em:
marcador(es): Reitoria,Isabel Auler
Fim do conteúdo da página