Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Seminário discute Educação Física Escolar e Corporeidade
Início do conteúdo da página

Seminário discute Educação Física Escolar e Corporeidade

Por Caroline Falcão | Publicado: Segunda, 07 de Dezembro de 2015, 15h36 | Última atualização em Terça, 13 de Setembro de 2016, 14h01
// // //

Com o tema "Educação Física Escolar e Corporeidade" aconteceu na última sexta-feira (4) e sábado (5) o primeiro Seminário de Educação Física da Universidade Federal do Tocantins (UFT), no Auditório do Câmpus de Miracema. O evento contou com palestras, mesas temáticas, oficinas e apresentações culturais que abordaram os desafios da formação de professores, mercado de trabalho no Tocantins, cultura corporal, entre outros assuntos. A ação foi promovida pelos cursos de licenciatura em Educação Física dos Câmpus de Miracema e Tocantinópolis. 

Mesa de Abertura do Seminário (Foto: Rodrigo Mamédio )Mesa de Abertura do Seminário (Foto: Rodrigo Mamédio )

O professor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) e palestrante, Wagner Wey Moreira, destacou sobre a importância do evento: "Estamos em um momento na sociedade atual de grande procura pelo exercício físico sistematizado. No entanto, esta atividade deve receber contornos educativos e estar sob princípios éticos que possam desenvolver valor como companheirismo, participação, estabelecimento de co-responsabilidades e outros que possam auxiliar para a dignificação das relações humanas", afirmou.

Palestra de abertura (Foto: Rodrigo Mamédio)Palestra de abertura (Foto: Rodrigo Mamédio)

De acordo com o acadêmico de Educação Física do Câmpus de Tocantinópolis, Sorlei Silva, o "Seminário contribuiu para a formação do conhecimento e a integração entre professores e alunos, além de dar uma visão do que é o curso e do campo de atuação para os recém-chegados nesta área", pontuou.    

Já a acadêmica do Câmpus de Miracema, Gabriella Santana, o evento foi um espaço que promoveu reflexão e discussão acerca da Educação Física Escolar, do trabalho pedagógico (enquanto curso de licenciatura) e da corporeidade. "As mesas temáticas proporcionaram um espaço para debate que nos instigou a pensar e problematizar a respeito da educação básica e da questão das adaptações que são necessárias em decorrência da falta de suporte, recursos e estrutura. Foi um evento de extrema importância que ampliou nossa visão a respeito da Educação Física e contribuiu para a compreensão e o significado enquanto área do conhecimento e profissão", concluiu.

Acadêmicos participam das Oficinas (Foto:Rodrigo Mamédio)Acadêmicos participam das Oficinas (Foto:Rodrigo Mamédio)

registrado em:
marcador(es): Educação Física
Fim do conteúdo da página