Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estágios

Estágios

Sobre Estágios Curriculares

Estágio curricular é um ato educativo escolar supervisionado, de caráter teórico-prático, que tem por objetivo principal proporcionar ao estudante a aproximação com a realidade profissional com vistas ao aperfeiçoamento técnico, cultural, científico e pedagógico de sua formação acadêmica, no sentido de prepará-lo para o exercício da profissão e da cidadania. Em conformidade com o estabelecido no projeto pedagógico do curso de graduação, o estágio pode ser obrigatório ou não obrigatório. 

Configura-se estágio curricular obrigatório um espaço formativo privilegiado de diálogo crítico com a realidade que deve proporcionar ao estudante experiências práticas na sua linha de formação, favorecendo a articulação do ensino com a pesquisa e extensão, ressaltando que a carga horária necessita ser cumprida para que haja a integralização do curso. 

estágio curricular não obrigatório, por sua vez, visa a ampliação da formação profissional do estudante por meio das vivências e experiências próprias da situação profissional expressas no projeto pedagógico do curso. 

Por se tratar de uma atividade fundamental para a formação, o estágio será desenvolvido sob a orientação de um supervisor de estágio da área na Unidade Concedente, com o acompanhamento da Universidade Federal do Tocantins por meio da Central de Estágios do campus e da orientação de um professor do curso ao qual o aluno está vinculado. 

As informações aqui disponibilizadas visam orientar as ações universitárias no sentido de mediar as relações entre a Universidade e o mundo do trabalho, bem como nortear os câmpus quanto às normativas e diretrizes para as atividades de estágio no âmbito da UFT, tanto no que se refere aos fluxos, quanto aos procedimentos a serem adotados.

Bases Legais

  • Orientação Normativa nº 7, de 30 de outubro de 2008, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que estabelece orientação sobre a aceitação de estagiários no âmbito da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional.
  • Projetos Políticos Pedagógicos dos cursos de Graduação da Universidade Federal do Tocantins.

Sistema de Acompanhamento e Gestão de Estágios (SAGE)

 

O Sistema de Acompanhamento e Gestão de Estágios (SAGE) tem o objetivo aprimorar e modernizar o acompanhamento dos estágios da Universidade Federal do Tocantins, de forma a atender a legislação vigente. O SAGE está sendo desenvolvido a partir da adoção do processo de desenvolvimento denominado Scrum, realizado de maneira iterativa e incremental, ou seja, o sistema possui diversos módulos planejados, os quais serão implantados à medida que o projeto esteja ativo na instituição. 

O SAGE está disponível na internet e pode ser acessado pelo endereço eletrônico http://sites.uft.edu.br/sage/, e foi lançado de maneira experimental no período 2020.2 para utilização obrigatória a partir de 2021.1 (maio de 2021). Para tal, será publicada uma instrução normativa contendo as orientações para o público-alvo da solução. Para utilizar o SAGE, é necessário que os docentes e discentes realizem um cadastro na plataforma. 

O SAGE executa o seguinte fluxo de trabalho:

  1. Importação dos alunos matriculados nas disciplinas "Estágio" dos cursos cadastrados no Sistema de Informação para o Ensino (SIE) realizado pela Prograd através do módulo gestor do SAGE com periodicidade semestral;
  2. Preenchimento dos dados iniciais do Termo de Compromisso do Estágio realizado pelo orientador no SAGE, destacando-se que as empresas conveniadas já estão cadastradas no sistema e a necessidade de o supervisor realizar o cadastro para assinar os documentos (orientações são enviadas para o e-mail do supervisor);
  3. Assinaturas do Termo de Compromisso do Estágio realizadas pelos demais envolvidos, discente, supervisor, unidade concedente e a instituição, essa última, representada pelas Centrais de Estágio. O documento terá validade quando todos assinarem.

 Os principais benefícios do SAGE são:

  • Padronização: sistematização, regularização e padronização dos fluxos e procedimentos que envolvem a implementação dos estágios da Universidade Federal do Tocantins;
  • Redução de falhas: na instrução dos processos de estágio, bem como inobservâncias aos procedimentos legais e normativos;
  • Avaliação: geração de indicadores de avaliação dos estágios ­­­­que possam fornecer diagnóstico e subsídios para as decisões sobre a política de estágios da Universidade Federal do Tocantins;
  • Integração: Integrar a operacionalização administrativa dos estágios obrigatórios com a avaliação pedagógica realizada no Sistema de Informação para o Ensino (SIE/UFT).

 Nessa primeira versão, o SAGE contará com o módulo de gestão dos estágios supervisionados obrigatórios, gestão dos usuários, documentos digitais e gestão de convênios, passando nas próximas versões a gerenciar os estágios supervisionados não obrigatórios internos e externos à instituição, assim como o módulo de avaliação pedagógica. 

Deve-se destacar que o SAGE foi desenvolvido a partir da realização de três etapas de levantamento de informações administrativas junto às Centrais de Estágio, Setor de Convênios e Pró-Reitoria de Graduação:

  • Atualização da proposta de resolução de estágios;
  • Reestruturação dos formulários de avaliação; e
  • Reestruturação dos fluxos de informações.

Toda a documentação de apoio ao sistema, tais como os manuais, apresentações, legislação dentre outros, estão disponíveis na seção de documentos do portal dos estágios da Universidade Federal do Tocantins.

Acesse aqui.

Perguntas e Respostas

 

O que é estágio curricular? É uma prática de caráter pedagógico, que promove a aquisição de competências profissionais, desenvolve habilidades, hábitos e atitudes. Todo estágio é curricular, ou seja, deve contribuir com a sua formação profissional e pode ser obrigatório para a integralização do curso, ou não obrigatório, caracterizando-se como uma formação complementar. Todavia, as duas modalidades devem estar previstas no projeto pedagógico do curso. 

O que é o estágio curricular obrigatório? Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto pedagógico do curso, cuja carga horária é requisito essencial para aprovação em disciplina de estágio, integralização do curso e obtenção de diploma de graduação; O estágio curricular obrigatório exige matrícula e respeito aos pré-requisitos estabelecidos no Projeto Pedagógico do curso; é facultativa a concessão de bolsa estágio e auxílio-transporte no estágio obrigatório, nos termos da lei 11.788/2008; 

O que é estágio curricular não obrigatório? O estágio não obrigatório é aquele desenvolvido como atividade opcional, desenvolvida pelo estudante que queira complementar sua formação profissional, conforme previsto no Projeto Pedagógico do curso; É compulsória a concessão de bolsa estágio e auxílio-transporte no estágio não obrigatório, nos termos da lei 11.788/2008; 

Atenção: No caso dos estágios não obrigatórios realizados nas dependências da UFT, caberá à Pró-reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PROGEDEP), bem como suas respectivas unidades de recursos humanos nos campus (RHs) o controle de vagas, cadastramento, pagamentos, acompanhamento de frequência, férias e desligamentos, nos termos da Instrução Normativa nº 213/2019 do Ministério da Economia. 

Atenção: É permitida a realização de estágio obrigatório concomitantemente com um estágio não obrigatório, desde que haja compatibilidade de horário e que a carga horária semanal não ultrapasse 40 horas, nos termos da Instrução normativa nº 213/2019 do Ministério da Economia.

Quais as condições necessárias para a efetivação do estágio? A realização do estágio curricular obrigatório ou não obrigatório requer:

  • Convênio entre a UFT e a Unidade Concedente do Estágio;
  • Comprovação de matrícula em disciplina de estágio supervisionado, para o estágio obrigatório;
  • Comprovação de matrícula em curso de graduação da UFT, para o estágio não obrigatório;
  • Matrícula e frequência no curso de graduação da UFT ao qual está vinculado;
  • Celebração do Termo de Compromisso de Estágio (TCE) com a Unidade Concedente. A qual deverá indicar um supervisor com formação profissional compatível com a área de conhecimento desenvolvida no curso do estagiário, nos termos da lei 11.788/2008;
  • Plano de Atividades que demonstre compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no estágio e os conhecimentos trabalhados no curso ao qual o estagiário está matriculado na UFT, nos termos da lei 11.788/2008;

O estágio deverá ter sempre o acompanhamento efetivo de um professor orientador de estágio na UFT e de um Supervisor da Unidade Concedente, comprovado por vistos nos relatórios parciais e finais; 

Os supervisores, orientadores e estagiários deverão entregar à UFT, em prazo não superior a 6 (seis) meses, relatório avaliativo das atividades realizadas no estágio, de acordo com o plano de atividades pactuado no TCE, conforme modelo próprio fornecido pela UFT e com vista obrigatória do professor orientador e do estagiário; 

Quando houver prorrogação da vigência do TCE ou alteração das atividades, da carga horária, do supervisor ou do professor orientador, deverá ser celebrado um Termo Aditivo ao TCE; 

A prorrogação do estágio somente será consolidada mediante apresentação dos relatórios parciais semestrais e do termo aditivo ao TCE, não podendo ultrapassar o prazo máximo de 2 (dois) anos de estágio por unidade concedente, nos termos da lei 11.788/2008, exceto quando se tratar de estagiário portador de deficiência. Nesse caso, a duração do estágio na mesma unidade concedente poderá exceder 2 (dois) anos, podendo permanecer até o término do curso;

Onde o estudante pode realizar os seus estágios?  Os estudantes poderão realizar os estágios curriculares nos seguintes campos de estágio, desde possuam convênio vigente firmado com a UFT:

  • Pessoas Jurídicas de direito privado;
  • Órgãos da Administração Pública direta, autárquica e fundacional de qualquer dos poderes da União, dos Estados e dos Municípios;
  • Profissionais liberais de nível superior registrados em seus respectivos conselhos de fiscalização profissional;
  • Associações, cooperativas, consórcios, Organizações Não Governamentais, desde que legalmente constituídos;
  • Instituições de ensino ou centros de pesquisa no exterior;

Quais são as condições para o aproveitamento no estágio curricular obrigatório?

O discente que estiver em exercício regular de atividade profissional poderá solicitar aproveitamento integral ou parcial do estágio curricular obrigatório, desde que:

  • Esteja previsto no Projeto Pedagógico do Curso e a área de atuação profissional tenha relação direta com o curso;
  • O discente esteja matriculado na disciplina de estágio obrigatório supervisionado concomitantemente à realização da atividade profissional;
  • Obedeça aos critérios previstos na legislação específica da atividade profissional desenvolvida;

O estágio curricular não obrigatório também poderá ser aproveitado como estágio obrigatório, desde que:

  • Esteja sendo realizado concomitantemente à matrícula na disciplina de estágio obrigatório;
  • Obedeça aos critérios legais e pedagógicos estabelecidos no Projeto Pedagógico do curso;

O aproveitamento das atividades de estágio não obrigatório deverá respeitar as normas estabelecidas nos regulamentos dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da UFT e nas demais legislações pertinentes. 

Atividades de extensão, de monitorias e de iniciação científica na educação superior, desenvolvidas pelo estudante, somente poderão ser equiparadas ao estágio em caso de previsão no projeto pedagógico do curso.

Qual a jornada de trabalho do estagiário? A carga horária do estágio será no máximo de 6 (seis) horas diárias e de 30 (trinta) horas semanais. 

O estágio relativo a cursos que alternam teoria e prática, nos períodos em que não estão programadas aulas presenciais, poderá ter jornada de até 40 (quarenta) horas semanais, desde que isso esteja previsto no Projeto Pedagógico do curso e da Instituição de Ensino. 

Nos períodos de avaliações acadêmicas, a carga horária do estágio será reduzida pelo menos à metade, segundo estipulado no termo de compromisso e na lei de estágio, para garantir o bom desempenho do estudante;

Como se dá o direito ao recesso remunerado do estagiário? Nos termos da Instrução Normativa nº 213/2019 do ministério da Economia, o recesso remunerado dos estagiários será usufruído da seguinte maneira:

  • Na vigência dos contratos de estágio obrigatório e não obrigatório é assegurado ao estagiário período de recesso de 15 dias consecutivos a cada 6 (seis) meses de estágio realizado, a ser usufruído preferencialmente nas férias escolares.
  • Os períodos de recesso do estagiário que perceba bolsa estágio serão remunerados, no entanto haverá desconto proporcional do auxílio transporte.
  • Na hipótese de desligamento do estagiário que receber bolsa-estágio e não houver usufruído do recesso remunerado, proporcional ou integral, durante a vigência do contrato celebrado, o mesmo fará jus ao seu recebimento em pecúnia.

Procedimentos para Estágios Obrigatórios

>>> Clique aqui para baixar os formulários. Após fazer o download, abra o arquivo com o editor de texto e clique em "Habilitar Edição" (no Word) para preencher os campos solicitados.

 

Antes do início do estágio obrigatório:

a) O estudante deve obter informações sobre os procedimentos relacionados à formalização de Convênio e/ou assinatura de Termo de Compromisso junto à Central de Estágios do respectivo câmpus.

b) Destacamos que para o curso de Educação do Campo, será exigida apenas o Termo de Compromisso assinado antes da execução do estágio, os demais documentos serão entregues posteriormente.

c) O estudante deverá obter o parecer favorável do Supervisor de Estágio na UFT ou Professor de Estágio e, posteriormente, providenciar a assinatura do ‘TERMO DE COMPROMISSO’. 

d) Após a obtenção da assinatura e carimbo da Unidade Concedente, o estudante deverá entregar o Termo de Compromisso na Central de Estágios do câmpus para assinatura final da UFT. Deverão ser  entregues três (3) vias para assinatura.

e) O estagiário deverá preencher o formulário ‘PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO’ digitalmente ou manuscrito, imprimir, obter a assinatura do Supervisor da Unidade Concedente e entregar o documento na Central de Estágios, para assinatura do representante da UFT.

f) O Supervisor da Unidade Concedente deverá preencher o formulário ‘PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO’ em conformidade com a área de formação do estagiário e assiná-lo. 

g) Após a assinatura do Supervisor da Unidade Concedente, o estagiário deverá assinar o PLANO DE ATIVIDADES e encaminhá-lo, juntamente com o TERMO DE COMPROMISSO, à Central de Estágio do respectivo câmpus, para aprovação do Supervisor de Estágio e assinatura do representante da UFT.

h) Não serão aceitos documentos com atraso ou manuscritos.

Importante: Somente serão validados os estágios realizados após a assinatura do Termo de Compromisso do estagiário pela Unidade Concedente e Universidade.

 

Após o início do estágio obrigatório:

a) O Supervisor de Estágio curricular deverá agendar reuniões periódicas com os alunos e Unidades Concedentes para acompanhamento dos estágios nessa modalidade.

b) A Central de Estágios deve encaminhar à Unidade Concedente o calendário de avaliações acadêmicas do aluno-estagiário.

c) O RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO deve ser feito através do formulário presente do site, com assinatura do Supervisor de Estágio na UFT e encaminhado à Central de Estágio do câmpus a cada 6 (seis) meses ou 2 (dois) meses (quando a Unidade Concedente for um Órgão/Instituição Pública Federal, de acordo com a Orientação Normativa nº 07, de 30 de outubro de 2008).

d) O PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO deve ser refeito a cada período de avaliação  do estágio  (6 ou 2 meses  - ver condições específicas) e incorporado, por meio de aditivo, ao Termo de Compromisso.

e) O Supervisor da Unidade Concedente deve fazer a avaliação do aluno/estagiário a cada 6 (seis) meses utilizando o FORMULÁRIO DE FICHA DE AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO PELO SUPERVISOR (estágio obrigatório e não obrigatório), com assinatura do estagiário, e encaminhá-lo à Central de Estágios do câmpus. 

f) A Central de Estágios do câmpus deve encaminhar ao Supervisor de Estágio na UFT a FICHA DE AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO PELO SUPERVISOR da Unidade Concedente.

g) O Supervisor de Estágio na UFT deve avaliar o Estágio obrigatório do aluno utilizando a FICHA DE AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO PELO PROFESSOR E/OU SUPERVISOR e encaminhar para a Central de Estágios.

h) A Central de Estágios deve encaminhar à SECRETARIA ACADÊMICA, ao final de cada período letivo, relatório informando a situação dos estudantes em atividades de Estágio obrigatório. Ao final das atividades de estágio, a Central de Estágios deverá enviar o dossiê do estagiário à Secretaria Acadêmica, contendo os Termos de Compromisso, Planos de Atividades e Fichas de Avaliação devidamente assinadas pelas partes competentes, para fins de inserção dos dados no histórico escolar do estagiário.

i) A Proest emitirá o CERTIFICADO DE ESTÁGIO para os estudantes da UFT somente quando a Unidade Concedente do Estágio for a própria Universidade, conforme Orientação Normativa nº 7, de 30/10/08. Esse documento será encaminhado à Central de Estágios do câmpus ao qual o aluno está vinculado. O Certificado de Estágio não poderá ser expedido na hipótese de o estudante não obter aproveitamento satisfatório ou no caso de desligamento antecipado causado pelo estagiário.

j) No caso do estágio ser desenvolvido em órgãos e entidades da administração pública direta, autárquica e fundacional, que não a UFT, o estagiário deverá ter o acompanhamento efetivo do Supervisor de Estágio da área de conhecimento e por Supervisor da Unidade Concedente, comprovado por vistos nos relatórios bimestrais de atividades e por menção de aprovação final.  Juntamente com os referidos relatórios, a entidade encaminhará à instituição de ensino o Certificado de Estágio, não podendo este ser expedido na hipótese em que o estudante não obtiver aproveitamento satisfatório ou no caso de desligamento antecipado causado pelo estagiário.

>>>Todos os formulários estão disponíveis aqui.

 

Procedimentos para Estágios Não Obrigatórios

>>> Clique aqui para baixar os formulários. Após fazer o download, abra o arquivo com o editor de texto e clique em "Habilitar Edição" (no Word) para preencher os campos solicitados.

 

 

Antes do início do estágio não obrigatório:

a) O estudante deve obter informações sobre os procedimentos relacionados à formalização de Convênio e/ou assinatura de Termo de Compromisso junto à Central de Estágios do respectivo câmpus.

b) O Supervisor de Estágio na UFT deverá realizar visita à possível Unidade Concedente, a fim de avaliar as condições do estágio, emitir parecer e encaminhá-lo à Central de Estágio do câmpus.

c) O estudante deverá obter o parecer favorável do Supervisor de Estágio na UFT ou Professor de Estágio e, posteriormente, providenciar a assinatura do ‘TERMO DE COMPROMISSO’.  

d) Após a obtenção da assinatura e carimbo da Unidade Concedente, o estudante deverá entregar o Termo de Compromisso na Central de Estágios do câmpus para assinatura final da UFT. Deverão ser entregues três (3) vias para assinatura.

e) O estagiário deverá preencher o formulário ‘PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO’ digitalmente, imprimir, obter a assinatura do Supervisor da Unidade Concedente e entregar o documento na Central de Estágios, para assinatura do representante da UFT.

f) O Supervisor da Unidade Concedente deverá preencher o formulário ‘PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO’ em conformidade com a área de formação do estagiário e assiná-lo. 

g) Após a assinatura do Supervisor da Unidade Concedente, o estagiário deverá assinar o PLANO DE ATIVIDADES e encaminhá-lo, juntamente com o TERMO DE COMPROMISSO, à Central de Estágio do respectivo câmpus, para aprovação do Supervisor de Estágio e assinatura do representante da UFT.

h) Não serão aceitos documentos com atraso ou manuscritos.

Importante: Somente serão validados os estágios realizados após a assinatura do Termo de Compromisso do estagiário pela Unidade Concedente e Universidade. Mais documentos poderão ser solicitados pela Proest.

 

Após o início do estágio não obrigatório:

a) O Supervisor de Estágio curricular deverá agendar reuniões periódicas com os alunos e Unidades Concedentes para acompanhamento dos estágios nessa modalidade.

b) A Central de Estágios deve encaminhar à Unidade Concedente o calendário de avaliações acadêmicas do aluno-estagiário.

c) O Relatório de Avaliação das Atividades de Estágio deve ser feito através do formulário presente do site, com assinatura do Supervisor de Estágio na UFT e encaminhado à Central de Estágio do câmpus a cada 6 (seis) meses ou 2 (dois) meses (quando a Unidade Concedente for um Órgão/Instituição Pública Federal, de acordo com a Orientação Normativa nº 07, de 30 de outubro de 2008).

d) O Plano de Atividades de Estágio deve ser refeito a cada período de avaliação  do estágio  (6 ou 2 meses  - ver condições específicas) e incorporado, por meio de aditivo, ao Termo de Compromisso.

e) O Supervisor da Unidade Concedente deve fazer a avaliação do aluno/estagiário a cada 6 (seis) meses utilizando a Ficha de Avaliação do Estagiário pelo Supervisor (estágio obrigatório e não obrigatório), com assinatura do estagiário, e encaminhá-lo à Central de Estágios do câmpus. 

f) A Central de Estágios do câmpus deve encaminhar ao Supervisor de Estágio na UFT a Ficha de Avaliação do Estagiário pelo Supervisor da Unidade Concedente.

g) O Supervisor de Estágio na UFT deve avaliar o Estágio não obrigatório do aluno utilizando a Ficha de Avaliação do Estagiário pelo Professor e/ou Supervisor e encaminhar para a Central de Estágios.

h) A Central de Estágios deve encaminhar à Secretaria Acadêmica, ao final de cada período letivo, relatório informando a situação dos estudantes em atividades de Estágio Não-Obrigatório. Ao final das atividades de estágio, a Central de Estágios deverá enviar o dossiê do estagiário à Secretaria Acadêmica, contendo os Termos de Compromisso, Planos de Atividades e Fichas de Avaliação devidamente assinadas pelas partes competentes, para fins de inserção dos dados no histórico escolar do estagiário.

i) A Proest emitirá o Certificado de Estágio para os estudantes da UFT somente quando a Unidade Concedente do Estágio for a própria Universidade, conforme Orientação Normativa nº 7, de 30/10/08. Esse documento será encaminhado à Central de Estágios do câmpus ao qual o aluno está vinculado. O Certificado de Estágio não poderá ser expedido na hipótese de o estudante não obter aproveitamento satisfatório ou no caso de desligamento antecipado causado pelo estagiário.

j) No caso do estágio ser desenvolvido em órgãos e entidades da administração pública direta, autárquica e fundacional, que não a UFT, o estagiário deverá ter o acompanhamento efetivo do Supervisor de Estágio da área de conhecimento e por Supervisor da Unidade Concedente, comprovado por vistos nos relatórios bimestrais de atividades e por menção de aprovação final.  Juntamente com os referidos relatórios, a entidade encaminhará à instituição de ensino o Certificado de Estágio, não podendo este ser expedido na hipótese em que o estudante não obtiver aproveitamento satisfatório ou no caso de desligamento antecipado causado pelo estagiário.

Importante: Mais documentos poderão ser solicitados pela Proest.

>>>Todos os formulários estão disponíveis aqui.

Contatos

 

Todas as dúvidas sobre o processo de estágio e utilização do sistema devem ser encaminhadas para as centrais, divisões e setores de estágio no qual o curso, docente e/ou discente de graduação estão associados. Destacamos que a Prograd trata das políticas e programas em educação, vindo a gestão operacional a ser realizada pelas centrais, divisões e setores de estágio. Portanto, a Prograd atenderá apenas as demandas originadas das unidades de estágio, que por sua vez são responsáveis pelo atendimento ao público. 

O site é o repositório oficial de informações sobre os estágios e deve ser consultado previamente pelos docentes e acadêmicos antes da realização de qualquer contato a uma das centrais, divisões e/ou setores de estágio nos câmpus universitários. Segue abaixo o contato de todas as unidades responsáveis por atividades relacionadas às políticas, diretrizes e apoio administrativo aos estágios supervisionados.

 

Pró-reitoria de Graduação (Prograd)
Unidade: Coodenação de Desenvolvimento e Regulação da Graduação
Responsável: Betania Maria Barbosa
(63) 3229-4355
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (Progedep)

Unidade: Coordenação de Pessoal – Pró-reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PROGEDEP)

Responsável: Mauricio Martins Costa

(63) 3229-4074

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Vice-Reitoria

Unidade: Setor de Convênios de Estágios
Responsável: Nathanni Marrelli Matos Mauricio
(63) 3229-4053
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Divisões de Estágios

Campus Araguaína

Unidade: Divisão de Estágios e Assistência Estudantil

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3416.5652

Responsáveis: Ana Elisa Oliveira e Elcia Tavares

 

Campus Arraias

Unidade: Divisão de Assistência Estágio

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3653 3405

Responsável: Janeisi de Lima Meira e Evaldo Barreto e Melo

 

Campus Gurupi

Unidade: Divisão de Estágio e Assistência Estudantil Câmpus: Gurupi

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3311-1655

Responsáveis: Cristian Santos Barbosa e Dalsiza Cláudia Macedo Coutinho

 

Campus Miracema

Unidade: Seção de Estágios e Assistência Estudantil

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3366 8629

Responsável: Marlene Coelho Valadares Sousa

 

Câmpus Palmas

Unidade: Coordenação de Estágio e Assistência Estudantil COEST

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3226-4683

Responsáveis:  Adriana Barbosa Moura; Marina Bittar Mourão; Rita de Cassia Alves Oliveira

 

Campus Porto Nacional

Unidade: Divisão de Estágio e Assistência Estudantil

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: 3363-9419

Responsável: Laíres José Gonçalves da Silva Ribeiro

 

Campus: Tocantinópolis

Unidade: Divisão de Estágio e Assistência Estudantil

E-mail: estáEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (63) 3471-6022

Responsável: Reginaldo Soares Fernandes

 

 

Fim do conteúdo da página
-->