Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > UFT participa de Encontro de Coordenadores da Fapto
Início do conteúdo da página
iniciativa

UFT participa de Encontro de Coordenadores da Fapto

Escrito por Virgínia Magrin | Revisão: Paulo Aires | Publicado: Martes, 22 Noviembre 2022 16:24 | Última actualización: Martes, 22 Noviembre 2022 16:51

Com 190 parceiros, 988 projetos apoiados e mais de 345 milhões investidos em projetos, atualmente, a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) existe há 18 anos impactando a educação, a ciência e o desenvolvimento, por meio de projetos nas áreas do ensino, da pesquisa, da extensão e do estímulo à inovação no Tocantins. Desse investimento, o maior percentual, 46%, é oriundo da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e o restante de outras dez instituições.

Foto: Virgínia Magrin

Pensando em melhorar cada vez mais o trabalho desenvolvido e a comunicação entre coordenadores de projetos, a Fapto realizou o Encontro de Coordenadores de Projetos nesta terça-feira (22). O evento contou com a presença de várias instituições de ensino superior do estado. Fernando Peregrino, presidência do Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies), esteve presente de forma remota e destacou o apoio às fundações e a luta conjunta em prol do orçamento mínimo para pesquisa no país.

Quem também participou do encontro foi a promotora titular Marcia Mirele Stefanello Valente, representando o Ministério Público. Na ocasião, ela disse que admira o trabalho das fundações e o esforço de se fazer tanto, com tão pouco recurso, além de enfatizar a importância de seguir as regras de uma prestação de contas transparente e bem redigida. Marcia disse que a promotoria está de portas abertas para qualquer dúvida e para buscarem saídas mutuamente: “O ministério público aprende com vocês e vocês conosco. Se não tiver ciências e conhecimento, não há desenvolvimento”, afirma a promotora.

Luis Eduardo Bovolato, reitor da UFT, também esteve presente e destacou a importância de estreitar as relações entre a Fapto, os coordenadores de projetos e o Judiciário. Para ele, essa aproximação contribui no aprimoramento dos processos, ajudando, por exemplo, na prestação de contas assertiva, afinal o trabalho é feito com recursos públicos. Bovolato também parabenizou o trabalho e empenho da Fapto na busca e construção de diferentes mecanismos que ajudam no fazer dos coordenadores de projetos, mas que ao mesmo tempo permite a segurança e tranquilidade para o pesquisador executar seu trabalho em meio aos processos.

Foto: Milena Botelho

Fapto e os coordenadores

Waldecy Rodrigues, professor da UFT e pesquisador já esteve à frente de mais de vinte projetos de pesquisa e destaca que encontros como esses são muito importantes: “O insumo base é a informação, quanto mais informação a gente tem, maior a chance de fazer boa gestão de projetos. E que pese que com o passar do tempo a Fapto vem aumento seu nível de maturidade, uso de sistemas, a comunicação para conosco, isso faz com que a gente acerte cada vez mais”.

O diretor-geral da Fapto, Léo Araújo, também reconhece isso e explanou os avanços alcançados pela Fundação nos últimos 18 anos, apontou pontos a serem melhorados e reconheceu o papel fundamental dos coordenadores de projetos, destacando suas atribuições e a importância de uma melhoria contínua.

Araújo também aproveitou o momento para dividir com os presentes os planos futuros de abertura de um escritório em Araguaína; a consolidação e ampliação das parcerias públicas e privadas; a ampliação da abrangência de atuação com a abertura de portfólio de produtos e serviços ofertados; a conclusão da expansão do prédio da Fapto; bem como o Centro de Inovação.

registrado em:
marcador(es): Home,Fapto
Fim do conteúdo da página