Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

EdUFT

Centro de Pesquisa Canguçu e EdUFT lançam edital de artigos para publicação em e-book

O Centro de Pesquisa Canguçu vinculado à Diretoria de Pesquisa da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, em parceria com a Editora da Universidade Federal do Tocantins lançam edital para seleção de artigos que irão compor o e-book "Biodiversidade   na   Região   da   Ilha   do Bananal/Cantão".

De acordo com o documento a intenção é reconhecer  a produção qualificada de docentes e discentes pesquisadores que realizaram pesquisa no âmbito do Centro de Pesquisa Canguçu e entorno para publicaçãode seus trabalhos. O E-book vai reunir artigos nas áreas de informação científica, meio ambiente, comunicação ambiental, etnoambiental, biodiversidade, biotecnologia, biologia e ecologia

Os interessados devem submeter as propostas para  o  e-mail  da  editora - Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo. - com o título “proposta artigo Edital 002/2019EDUFT”, no período de 1 de abril a 16 de junho de 2019.

Vale destacar ainda, que conforme orienta o edital, os artigos devem passar  por  criteriosa  revisão  linguística  e gramatical,  antes de serem submetidos, sob  pena  de desclassificação.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo..

 

 

Editora da UFT prorroga prazo da chamada para financiamento de livros digitais

A Universidade Federal do Tocantins (UFT), por meio da Editora Universitária (EdUFT), prorrogou o prazo até o dia 03 de março de 2017 para financiamento de livros em formato digital (ePub/PDF). A chamada é destinada a servidores da UFT e os livros selecionados farão parte dos lançamentos, divulgações, distribuições da Editora e outras ações promovidas por ela.

As propostas de livros, seguindo as Normas para Publicação da EdUFT, deverão ser submetidas por meio do endereço www.uft.edu.br/editora, na aba "Submissão de Propostas". O edital compreende cinco áreas: Engenharias, Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas e da Saúde; Ciências Humanas, Letras e Artes; Ciências Sociais Aplicadas e Interdisciplinar. A Editora contemplará 10 obras, sendo duas de cada área. Os livros devem apresentar temas relevantes dentro das áreas de conhecimento em que serão submetidos, além de qualidade acadêmica e rigor científico.

O processo de análise e julgamento das propostas é dividido em duas etapas: análise de enquadramento, em que é analisado o cumprimento das exigências do edital e análise do mérito, em que é feito o parecer favorável ou desfavorável à publicação do livro. A homologação das propostas e a análise do mérito ocorrerão até 13 de março de 2017.

O resultado final fica a serviço do Conselho Editorial da EdUFT, que julgará a viabilidade editorial e o mérito do livro. A previsão é que este resultado saia em seis meses, a partir da homologação, na página eletrônica da UFT e/ou da EdUFT.

Mais informações pelo telefone (63) 3232-8301, pelo e-mail Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo. ou no site www.uft.edu.br/editora.

EdUFT lança livro que discute experiências de outra constituição do espaço urbano

Em mais uma publicação da EdUFT, editora da UFT, o livro Cidade para a Diversidade é a segunda obra lançada pelo selo editorial, aprovado pelo Mestrado em Demandas Populares e Dinâmicas Regionais (PPGDire) da UFNT/Araguaína, com o objetivo de ampliar os debates da área da Capes de planejamento urbano/demografia sobre experiências de outra constituição do espaço urbano e usos das cidades.

A obra, de organização da professora Dra. Thelma Pontes Borges e do Prof. Dr. Walace Rodrigues, envolveu dezesseis autores e autoras de sete instituições brasileiras, UFMG, IFPR, USP, UFNT, Faculdade de Ciências do Tocantins (FACIT), Secretaria de Educação do Paraná, Secretária de Educação de Araguaína; e duas internacionais: Secretaria Distrital de Mobilidade de Bogotá/Colômbia e Universidad Autonoma de la Ciudad de Mexico. As imagens que ilustram a capa e as seções da publicação foram feitas pelo professor dr., artista e geógrafo Estevan Bartoli, da Universidade do Estado da Amazônia/Parintins.

“A obra considerou que os debates acerca de planejamento urbano são historicamente realizados por homens, brancos e heterossexuais resultando em uma arquitetura machista e hostil às populações. Os espaços urbanos precisam ser pensados para acolher toda diversidade: mulheres, crianças, bebês, LGBTQIA+, negros; assim produz-se uma cidade contra hegemônica e para o bem comum. A ideia central é pensar uma cidade para a diversidade humana que considere as populações vulneráveis que foram historicamente alijadas da participação nas urbes”, destacou a professora Thelma.

E destacou ainda para a EdUFT, que conhecer experiências diversas pelo mundo e ampliar as discussões sobre os usos da cidade gera impacto na forma como o leitor encara a própria vivência nas urbes e ajuda também a pensar em novas alternativas de constituição do espaço urbano. “O livro é uma grande oportunidade para conhecermos debates contemporâneos sobre formas alternativas de planejamento urbano, como por exemplo o programa “Ciempiés Caminos Seguros”, que apresenta uma experiência em Bogotá, premiada no mundo todo, de rotas escolares seguras e educativas realizadas a pé, invertendo o foco do planejamento das cidades baseadas em vias para carros, transformando-as em vias para pedestre”, complementou.

O livro em versão e-book já está no site de periódicos da EdUFT, aqui.

Por Carol Azevedo - EdUFT

Fim do conteúdo da página