Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Reitoria
Início do conteúdo da página

Reitoria

UFT assina Protocolo de Intenções com Agência Espacial Brasileira

O documento visa, entre outras pautas, a possível criação de um Porto de Lançamento de Balões Estratosféricos no Estado do Tocantins, por meio do Centro Nacional de Estudos Espaciais da França (Centre National d'Études Spatiales - CNES)

UFT conclui processos licitatórios e garante a execução de obras para 2021

 

A UFT conseguiu empenhar um valor de mais de R$ 5 milhões para a execução de edificações diversas em seus câmpus e Reitoria. A conclusão de um total de 10 processos licitatórios, realizados em 2020, garantirá a execução, a partir deste ano de 2021, de obras de infraestrutura que beneficiarão Ensino, Pesquisa e Extensão. O recurso, obtido junto ao Ministério da Educação (MEC), é resultado de articulação exitosa da gestão da UFT e será empregado na melhoria ou conclusão de alguns edifícios e na construção de novos.

O reitor, Luis Eduardo Bovolato, celebrou o resultado: “Mesmo diante de um cenário tão difícil, conseguimos alcançar as condições necessárias para captar este recurso. Tivemos uma boa articulação junto ao MEC e, com mais algumas emendas parlamentares, obtivemos este resultado positivo ao final do exercício de 2020. O investimento atenderá a várias demandas, por serviços e infraestrutura, de nossa comunidade acadêmica”.

Em contexto atípico, gestão da UFT articulou troca de custeio por capital

Parte do investimento recebido veio de uma inversão, uma troca de custeio por capital proposta pela gestão da UFT ao MEC. “Diante da condição atípica, surgida pela pandemia da Covid-19, a Universidade teve redução de gastos com energia, passagens, diárias, combustível, entre outros, e, então, organizamos esta troca com o Ministério. Além disso, conseguimos uma captação adicional de recurso com o órgão, ainda no final do exercício. Assim, apesar da extrema atipicidade do período, começamos 2021 com uma série de obras já contratadas”, destaca Bovolato.  

Planejamento e antecipação de processos para obtenção de recursos

De acordo com o pró-reitor de Avaliação de Planejamento, Eduardo Andrea Lemus Erasmo, o bom trânsito de Bovolato junto ao Governo Federal tem permitido a captação de recursos para além do capital inicial que vem na Lei Orçamentária Anual (LOA). “É importante destacar que a UFT tem um prestígio frente ao Governo porque, todos os anos, já no fechar do exercício – e, por meio de uma ação política muito efetiva de nosso reitor -, tem ocorrido a liberação a mais de capital, por meio de emendas parlamentares”.

Mas, conforme explica o pró-reitor, o sucesso da captação deste recurso pela UFT não se atém à obtenção das emendas: passa, também, por um planejamento bastante organizado na instituição, onde a Prefeitura Universitária, por exemplo, antecipa os processos licitatórios. Deste modo, assim que o investimento chega à Universidade, há tempo hábil para empenhá-lo, antes da finalização do exercício. “A gestão da UFT se mostra muito bem conduzida: quando o recurso vem, já temos os processos prontos para serem executados”, frisa Erasmo. “As pró-reitorias de Planejamento, Administração e a Prefeitura realizam um ótimo trabalho em conjunto, o que possibilita a conquista e celeridade das licitações”.

Confira as edificações previstas para 2021

Ao todo, foram licitados 10 processos, que possibilitarão o atendimento de demandas específicas de infraestrutura da UFT. “A estimativa de repasse para a execução dessas obras foi de R$ 6.435.000,00. Ao término dos processos licitatórios realizados pela UFT, o valor demandado por nós foi de R$ 5.521.000,00. Fizemos uma economia de cerca de 14% em relação ao valor inicialmente orçado”, ressalta o prefeito universitário, João Batista Martins Teixeira. Confira as obras que receberão o investimento:

  • 2ª etapa (finalização) das obras do prédio novo da Reitoria;
  • Restaurante Universitário do Câmpus de Miracema;
  • Laboratório de Gastronomia para o Câmpus de Arraias (atendendo demandas também do Curso de Turismo e anseios regionais, uma vez que o município realiza o Festival Gastronômico);
  • Conclusão de obras no Prédio Central do Câmpus de Porto Nacional;
  • Conclusão do Laboratório do Curso de Teatro, do Câmpus de Palmas;
  • Construção de galpão para máquinas e implementos agrícolas no Câmpus de Gurupi;
  • Reforma de banheiros e vestiários do Câmpus de Palmas;
  • Adequação de edificação para moradia estudantil no Câmpus de Miracema;
  • Construção de duas edificações voltadas para a área de tecnologia: laboratório FabLab e espaço próprio para o Núcleo de Inovação tecnológica (NIT)

Além desses investimentos, Teixeira também destaca um recurso descentralizado, aportado para a UFT, que será empregado para a retomada das obras da Biblioteca do Câmpus de Gurupi. “Então, são 10 processos licitatórios - para novas obras ou etapas delas - e a retomada de uma obra que estava parada. Foi um ano que nos exigiu um trabalho diferenciado, pelo formato colocado pelo contexto, mas, por fim, tivemos muito êxito”, destaca o prefeito. “Esses investimentos na infraestrutura serão sentidos na melhoria de nosso Ensino, Pesquisa e Extensão”, diz.

Fim do conteúdo da página