Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Palmas
Início do conteúdo da página

Palmas

Vice-reitor e pesquisador da UFT participam da 1º Conferência Educacional de Reitores da Huawei

No dia 11 de setembro, em Brasília, o vice-reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Marcelo Leineker, e o professor do Curso de Engenharia Elétrica e coordenador do Instituto de Atenção às Cidades da UFT (IAC), Humberto Xavier, participaram da 1º Conferência de Reitores da Huawei ICT Academy Brasil. O evento teve como objetivo apresentar a área educacional da Huawei para as universidades e institutos federais presentes, além das possibilidades de cooperação entre a empresa e as instituições de ensino.

 

A Huawei é uma multinacional líder em infraestrutura para Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) que possui mais de 200 parcerias com as instituições de ensino brasileiras com a finalidade de construir um ecossistema de colaboração entre indústria e academia.

 

A UFT é parceira da Huawei desde 2020. “A Huawei é uma das importantes parceiras que a UFT tem hoje. Eles têm investido bastante recurso em projetos de pesquisa, de inovação e extensão tecnológica (...) No evento, discutimos mais possibilidades de realizar novos projetos, fortalecer as parcerias e fortalecer a ideia de que a educação no Brasil precisa de investimento, de recursos e todos esses projetos que desenvolvemos servem para alcançar mais pessoas” explica o professor Humberto Xavier ao destacar que também tiveram a oportunidade de apresentar aos participantes da conferência o que a UFT já desenvolveu em parceria com a multinacional, uma solução para o monitoramento de rebanhos bovinos usando inteligência artificial, Internet das Coisas e 5G, bem como, os cursos de capacitação em 5G.

 

Humberto frisa ainda que mesmo a UFT sendo uma universidade nova, que não está localizada nos grandes centros do Brasil, ela consegue desenvolver projetos de alta complexidade com qualidade.

 

Para o vice-reitor, ser uma Instituição Cientifica e de Inovação Tecnológica (ICT) parceira da Huawei, faz-se importante para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da capacitação dos estudantes e professores a fim de suprir a demanda atual do mundo do trabalho na área de tecnologia. “A Huawei traz a possibilidade de instalação de (ICT’s) que consiste em um projeto educacional com várias trilhas de cursos, conteúdos sempre atualizados, que facilitam o dia a dia da formação da universidade que é uma formação mais ampla’, frisa Leineker.

 

Saiba mais

A Huawei ICT Academy é um programa global que abrange todo o processo e desenvolvimento de talentos, que vai desde o desenvolvimento de cursos de certificação reconhecidos pelo mercado de trabalho, passando pela capacitação de instrutores, configuração do ambiente de laboratório e certificação de talentos, até o emprego.

Permite que professores, alunos e técnicos administrativos das instituições parceiras recebam treinamentos patrocinados pela empresa. Todos os cursos possuem materiais didáticos (vídeo-aulas, slides e guias de laboratórios) e exames. Uma vez que todas as atividades tenham sido realizadas, os cursistas poderão obter os certificados de conclusão dos cursos

As soluções de cooperação escola-empresa atendem as necessidades das instituições e empresas de ensino superior com objetivo de estimular e impulsionar as carreiras no setor de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC).

Os cursos profissionais presentes na ICT Academy incluem conteúdos de Big Data, Computação em Nuvem, Inteligência Artificial, 5G e muito mais (Com informações do site https://www.gov.br/mec/pt-br/mecplace/solucoes/parcerias/huawei/ict-academy).

Vice-reitor reúne com deputado Ricardo Ayres e representantes dos cursos da saúde para apresentar projeto de construção do Hospital Universitário

Na manhã desta segunda-feira, 18, o vice-reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Marcelo Leineker, reuniu com o deputado federal, Ricardo Ayres e com representantes dos cursos de Medicina, Nutrição e Enfermagem a fim de apresentar o projeto de construção do Hospital Universitário da instituição. Estavam presentes na reunião o diretor do câmpus Palmas, Moisés de Souza Arantes, a coordenadora do Curso de Enfermagem, Julliany Dias, o professor do Curso de Nutrição, Rodolfo Castilho, o prefeito do Câmpus Palmas, João Batista, o presidente e vice-presidente do Centro Acadêmico de Medicina, Pedro Lucas e Lucas Scalia, respectivamente, e o presidente do CA de Nutrição, Weldson Carlos.

Na ocasião, o deputado Ricardo Ayres informou que a bancada tocantinense, que compõe a Comissão Mista de Orçamento (CMO), reuniu-se e “nós tiramos o indicativo de encaminhar para o relator setorial da educação, o aporte de 100 milhões de reais para a construção do hospital universitário para o ano que vem”, relata Ayres ao frisar que irão trabalhar para esse valor ser aprovado na CMO. “Mas é muito satisfatório já levarmos esse indicativo adiante”, pontua.

Segundo o vice-reitor, a construção do Hospital Universitário atende dois fatores fundamentais para a UFT, o campo de formação dos estudantes das áreas da saúde e o desenvolvimento de pesquisas voltadas para a região. “Temos dois fatores fundamentais, um é mais urgente que diz respeito ao campo de estágio dos estudantes (...). O segundo é trabalhar a pesquisa. O objetivo principal de um hospital universitário, além da formação é a pesquisa das condicionantes de saúde que tem a ver com a nossa região. Acho que esse é o grande ganho para a sociedade porque com o hospital universitário, nós vamos desenvolver pesquisas voltadas para a melhoria da saúde da região que estamos inseridos”, destaca Leineker.

A coordenadora do Curso de Enfermagem, Julliany Dias, pontua a importância do hospital universitário para a população que passa a usufruir de um serviço qualificado. “Então a gente vê que para além de favorecer nós enquanto universidade, isso vai favorecer a comunidade como um todo”.

Entenda

O Estado doou o terreno para a construção do Hospital Universitário da UFT, localizado próximo ao Hospital do Amor, em Palmas, mas por falta de repasses financeiros do governo federal, a obra não foi iniciada. A UFT permanece com todos os projetos de construção válidos (arquitetônico, hidráulico e elétrico), inclusive, foi-se realizada a estimativa para atualização do valor da obra, o pagamento de taxas de lixo e iluminação pública do terreno.

Os gestores da UFT participaram de diversas reuniões em Brasília com o Ministério da Saúde, com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), na Câmara dos deputados, no Senado, em busca de inclusão do valor da obra no orçamento federal de 2024.

Vídeo-documentário “Velhas Raízes, Novos Tempos: cultura e tradição do povo Akwẽ-Xerente” é selecionado para Mostra Nacional na UFPE

O vídeo-documentário Velhas Raízes, Novos Tempos: Cultura e Tradição do povo Akwẽ-Xerente, produzido em 2021 pela aluna indígena Kamilla Smikadi Xerente sob orientação da professora Adriana Tigre, ambas do Curso de jornalismo da UFT, foi selecionado para a IV Jornada de Estudos do Documentário (JED) que ocorre entre os dias 27 de novembro a 1º de dezembro deste ano, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Nesta edição, a jornada teve como recorte temático “Documentário e Povos Originários”.

O vídeo-documentário de curta duração foi escolhido tanto para a Mostra Competitiva do evento, quanto para debate em mesa temática.

Velhas Raízes, Novos Tempos: Cultura e Tradição do povo Akwẽ-Xerente possui 19 minutos de duração e é composto por quatro personagens Akwẽ-Xerente. O curta aborda a relação entre jovens e anciãos e traz à tona o ponto de vista de cada geração sobre os diferentes modos de vivenciar as tradições, gradativamente reconfiguradas por medicações e tecnologias.

Para Adriana Tigre, “a inclusão deste audiovisual no evento é muito importante por colaborar num debate relevante, por dar visibilidade aos indígenas do Tocantins e, além disso, fazer jus à determinação da aluna Kamilla Xerente que conseguiu enfrentar os desafios impostos pela pandemia durante a graduação e, inclusive, nas gravações do seu TCC, deslocou-se para 2 aldeias, a 20 km distantes de Tocantínia e desta para o Laboratório de TV do curso de Jornalismo, a 77 km da cidade onde mora, viajando sempre com a filha bebê, em fase de amamentação, para participar da edição do audiovisual”, destaca a orientadora ao enfatizar ainda que a própria aluna realizou a tradução para viabilizar as legendas das entrevistas em língua portuguesa. 

Acesse aqui o vídeo documentário na página do Youtube da Kamilla Smikadi Xerente.

Visão geral do Forplad para novos pró-reitores é tema de reunião

Fórum segue até dia 25 com participantes de todo o país, com transmissão ao vivo do Cuica

Você conhece o Programa Vida Viva, Bem Viver e ODS, desenvolvido pelo curso de Teatro da UFT?

O programa envolve projetos de extensão que propõe ações em diversas áreas do conhecimento para TransFormAção da vida em Vida Viva!

Workshop de Plantas Medicinais e Fitoterapia inicia nesta quinta (13)

Ocorre nesta quinta-feira (13) e sexta-feira (14), no Auditório do Bloco 3, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), das 19h às 22h, o I Workshop de Fitoterapia e Plantas Medicinais. O evento abordará temas como: Cafeína no desempenho físico; Aromaterapia e sua aplicabilidade no dia-a-dia; Nutrição, Fitoterápico e Câncer; Atividade antimicrobiana e cicatrizante de plantas utilizadas na região do Jalapão, e contará com especialista e doutores para debater sobre os assuntos.

O evento é organizado pela Liga Acadêmica de Plantas Medicinais e Fitoterapia (Lafito). O orientador da Liga , professor Guilherme Nobre, explica que as palestras vêm esclarecer como algumas plantas ou alimentos tem um potencial terapêutico. "Usamos o exemplo do café, que será tema de uma das palestras, além de ser consumido como alimento é usado com potencial terapêutico por conter a cafeína", esclarece.

De acordo com a presidente da Liga, Giulia Scaravonatti, o evento tem o objetivo de mostrar o trabalho da liga e discutir sobre esses temas importantes para o avanço de medicamentos naturais.

Quem tiver interesse em saber mais sobre plantas medicinais e fitoterapia, a Lafito tem um blog e uma página no facebook com mais informações sobre o assunto.

As inscrições custam R$15 reais e podem ser realizadas no local do evento. 

 

Fim do conteúdo da página