Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Agronomia > Marcadores
Início do conteúdo da página

Gestão

Câmpus de Palmas implanta projeto visando geração própria de energia

A iniciativa prevê instalação de geradores de energia em pontos estratégicos.

Consórcio Intermunicipal de Saúde e UFT discutem implantação de novo modelo de Internato Rural

Representantes da UFT estiveram, nesta terça-feira, 16, na cidade de Combinado, Sudeste do Tocantins, em reunião com os prefeitos e secretários de saúde dos quatro municípios integrantes do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Rio Palmas, com o objetivo de discutirem a assinatura de convênios para a implantação do Internato Rural, numa inovadora modalidade e que pretende abrigar, de forma integrada, estudantes da área de saúde da UFT.

Participaram do encontro o Prefeito de Combinado e Presidente do Consórcio, Lindolfo do Prado Neto, Dolfim; o Prefeito de Aurora do Tocantins, Aloílson Tavares Cardoso, o Caçula; o Prefeito de Lavandeira, Roberto César Ferreira de Oliveira e Gilmar Drebes, Secretário Municipal de Saúde de Novo Alegre, representando o Prefeito Fernando Pereira Gomes. A Reitoria foi representada pelo Jornalista Miguel Lima, que acompanhou as tratativas juntamente com o Professor Nilton do Vale, Coordenador do Internato Rural de Medicina. Estavam presentes também, além dos secretários de saúde, o Vice-Prefeito de Combinado, Glauco Madureira e o Diretor do CIDS – Consórcio Integrado de Desenvolvimento Sustentável, importante colaborador do Consórcio de Saúde e organizador do encontro, Jornalista Rodrigues de Souza.

O Professor Nilton Vale, na oportunidade, lembrou que já existe um convênio com o município de Combinado: “A região sudeste do Tocantins é prioritária para nossa Universidade – que nos últimos anos vem se consolidando como indutora de desenvolvimento social da nossa população. O Internato Rural já foi acolhido no município de Combinado, a diferença é que agora, estamos incluindo-o na pauta das discussões do Consórcio de Saúde acreditando que esta experiência poderá funcionar como piloto e balizadora do próprio sucesso do consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Rio Palmas”.

O Professor destacou que o Internato Rural é uma disciplina obrigatória do Curso de Medicina da UFT, com a duração de 15 semanas e carga horária de 600 horas semestrais. Está subdividido em três módulos, com cinco semanas cada. No módulo desenvolvido nas cidades do interior, o aluno mora cinco semanas numa das cidades que têm convênio com a UFT. Noutro módulo o estudante passa cinco semanas, em Palmas, fazendo rodízios no Serviço de Psicologia do Hospital Geral de Palmas (HGP) e nos Centros de Saúde da Comunidade de Palmas. No terceiro módulo ele passa mais cinco semanas no Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins (HDT-UFT), em Araguaína.

O principal objetivo do Internato Rural é a integração ensino/pesquisa, serviços e comunidade. Nas palavras de Marilísia Mascarenhas Messias, egressa do curso de medicina da UFT, – alicerçado nesse raciocínio, levar o acadêmico de medicina para municípios menores por meio do Internato Rural, devidamente acompanhados por médicos preceptores, além de proporcionar a integração com a comunidade, a observação dos problemas locais e a troca de informações entre profissionais da saúde, pode contribuir na superação de concepções tradicionais de educação, constituindo uma cultura crítica da interiorização da saúde que se traduz em práticas educativas inovadoras e ativas levantando questões consideradas fundamentais para a efetivação das mudanças necessárias à fixação do profissional de saúde, em pequenos municípios.

 

Nova Equipe de Gestão da UFT toma posse nesta segunda-feira (16)

Cerimônia acontecerá no auditório do Cuica no Câmpus da UFT em Palmas

Fim do conteúdo da página