Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Marcador: ciência florestais e ambientais

  • 15/07/2020
  • 13:36:04

Os objetivos desse trabalho foram ajustar equações volumétricas bem como testar funções de densidade de probabilidade em plantio comercial de Calophyllum brasiliense aos 94 meses de idade (no ano de 2016), no município de Dueré (TO) com o objetivo de determinar a produtividade para dar suporte aos planos de manejo. A função descrita por Schumacher-Hall, foi a que melhor se ajustou ao conjunto de dados, apresentando: R²aj de 0.979 e coeficiente de variação de 8,31%. Com a equação selecionada estimou-se o volume de 92,3 m3 ha-1 com incremento médio anual em volume de 11,78 m3 ha-1 ao ano, aos 94 meses, seu incremento periódico para a mesma idade foi de 40,38 m3 ha-1 ao ano. A frequência dos indivíduos por classes de diâmetro foi estimada pela função probabilística por ter os melhores ajustes. Os resultados de crescimento, incremento e produtividade mostraram que a espécie é promissora e pode ser usada em plantios comerciais.

Criado por giongo

  • 30/06/2020
  • 11:44:31

The use of mathematical models to predict the fire behavior and the load of combustible material constitutes an important tool at fire management. The objective of this study was to estimates of fuel material load and of parameters of fire behavior using of mathematical equations, at area under controlled burns. The prescribed burn accurred in two plots of 10 x 140 m each. For the characterization of the combustible material, destructive sampling was performed in 14 points per plot of 1m2, classified in vivo and dead by diameter class. During the controlled burns the fire behavior variables were obtained and the meteorological conditions were monitored. The mathematical equations were obtained through multiple linear regression using the stepwise procedure.

Criado por giongo

  • 29/06/2020
  • 18:51:02

O fogo é um elemento da mudança global que pode influenciar as comunidades fúngicas, com intuito de compreender como o fogo influência essas comunidades, foi realizado uma revisão sistemática com meta-análise de 30 estudos que abordassem o tema respostas fúngicas ao fogo. Dos estudos avaliados 56,67% obtiveram resultados positivos para o uso do fogo em função da comunidade fúngica e 43,33% apresentaram efeitos negativos, 56,66% das análises dos microrganismos fúngicos foram realizadas através da coleta do solo. As respostas dos microrganismos fúngicos ao fogo diferiram significativamente entre os tipos de vegetação, a biomassa fúngica aumentou após incêndios em Florestas boreais, mas não após incêndios em Florestas temperadas e tropicais, a Floresta tropical não apresentou diferenças entre os incêndios florestais e queima prescrita.

Criado por giongo

  • 29/06/2020
  • 18:48:30
  • 23/06/2020
  • 17:03:05
Fim do conteúdo da página