Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Revista do Curso de Educação do Campo de Tocantinópolis obtém classificação Qualis B1
Início do conteúdo da página
Qualidade

Revista do Curso de Educação do Campo de Tocantinópolis obtém classificação Qualis B1

Por Erica Regina Ferreira | Publicado: Terça, 13 de Junho de 2017, 18h32 | Última atualização em Segunda, 19 de Junho de 2017, 09h55

Revista Brasileira Educação do CampoRevista Brasileira Educação do CampoNo último dia 9, a “Revista Brasileira de Educação do Campo” (RBEC) da Universidade Federal do Tocantins (UFT), foi avaliada e classificada como Qualis B1 na categoria Ensino, pelo Comitê Técnico Científico, da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação (MEC). Segundo a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Propesq/UFT), todas as revistas da Universidade passaram por avaliações, e entre todas, a RBEC foi a que obteve a classificação mais alta.

Esse trabalho foi idealizado e desenvolvido pelo professor de Educação do Campo, do Câmpus de Tocantinópolis da UFT, Gustavo de Araújo, que conta um pouco sobre os conteúdos e temáticas abordados na revista. “Trazemos pesquisas teóricas e empíricas de temas vinculados à Educação do Campo, sob diferentes campos de pesquisa: movimentos sociais, pedagogia da alternância, artes, políticas públicas, povos indígenas, questão agrária, Educação para Jovens e Adultos (EJA), formação de professores, interculturalidade, entre outros assuntos”, declara.

Professor e editor chefe da Revista Brasileira de Educação do Campo, Gustavo de Araújo. (Foto: Divulgação)Professor e editor chefe da Revista Brasileira de Educação do Campo, Gustavo de Araújo. (Foto: Divulgação)O professor também ressalta que para o desenvolvimento deste projeto recebeu apoio por parte da Propesq, do professor Cícero da Silva, e colegas do curso de Educação do Campo. "Foi com trabalho e seriedade dos colegas que acreditaram, que finalmente conseguimos uma avaliação boa e significativa no meio acadêmico brasileiro. Hoje é possível dizer que a RBEC é referência na área para pesquisadores nacionais e internacionais que tratam a Educação do Campo como objeto de estudo. A responsabilidade aumenta, mas o trabalho sério e ético continua para que a revista se consolide cada vez mais já que publica artigos nacionais e internacionais. Receber Qualis B1 é uma conquista muito grande e importante, e não apenas para o Câmpus de Tocantinópolis, mas para toda a UFT”, conclui.

A revista também foi avaliada na categoria Antropologia/Arqueologia, obtendo classificação B4; e Letras/Linguística, atingindo B5. Confira o conteúdo na íntegra no portal de periódicos da Capes e na página de periódicos da UFT.

registrado em:
Fim do conteúdo da página