Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Laboratório Micro-Bio leva perspectivas do uso de biológicos na agricultura à Agrotins
Início do conteúdo da página
UFT na Agrotins

Laboratório Micro-Bio leva perspectivas do uso de biológicos na agricultura à Agrotins

Por Bianca Zanella | Publicado: Sexta, 11 de Maio de 2018, 12h24 | Última atualização em Sexta, 11 de Maio de 2018, 12h25

O uso de biológicos no controle de pragas e potencialização do crescimento vegetal foi o tema da palestra do professor Aloísio Chagas Júnior realizada na manhã desta sexta-feira (11) no miniauditório do estande da Universidade Federal do Tocantins (UFT) na Agrotins 2018.

Engenheiro agrônomo, doutor em Biotecnologia e coordenador do Laboratório de Agromicrobiologia Aplicada e Biotecnologia da UFT (Micro-Bio) no Câmpus de Gurupi, o professor participou de uma roda de conversa com estudantes e profissionais do setor agrícola. Durante o encontro, ele apresentou resultados de pesquisas e possibilidades de uso de microorganismos para o controle de pragas e doenças na agricultura como alternativa ao uso de defensivos químicos.

Para o pesquisador, o futuro da agricultura está no manejo sustentável com o uso de produtos biológicos. "O uso de biológicos não é mais um potencial, é uma realidade considerando as pesquisas e a tecnologia que já existem e estão disponíveis. O que a gente precisa é levar isso para o campo 'de verdade', e fazer isso por meio de ações da Universidade em parceria com empresas", defendeu ele, destacando a participação da UFT na Agrotins: "a Universidade precisa ter cada vez mais visibilidade aqui, já que somos o maior centro de pesquisas no Estado, e a organização deste ano está de parabéns por proporcionar esse espaço aos pesquisadores", arrematou.


Perspectivas

Segundo o professor, o Laboratório Micro-Bio deve ampliar sua atuação por meio de um projeto vinculado à Incubadora de Empresas da Universidade com perspectiva de iniciar ainda este ano. "A proposta é trabalharmos com o desenvolvimento de novos produtos, consultoria e treinamentos técnicos", antecipou ele.

O laboratório tem hoje cerca de 12 alunos de doutorado, mestrado e iniciação científica envolvidos em pesquisas no Câmpus de Gurupi e desenvolve estudos sobre a aplicação de fungos (trichoderma, pochonia e beauveria) e bactérias, principalmente na cultura da soja.

A Agrotins 2018 segue até este sábado (12) com a participação da UFT.

registrado em:
Fim do conteúdo da página