Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Marcadores > Tocantinópolis
Início do conteúdo da página

Tocantinópolis

Cineclube em Tocantinópolis exibirá o filme “Diários de Motocicleta" em sessão especial neste sábado (08)

 O filme “Diários de Motocicleta (The Motorcycle Diaries)” será exibido neste sábado (08), às 18 horas, na programação anual do Cineclube da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Câmpus de Tocantinópolis. Após a exibição do filme haverá um debate sobre a temática apresentada na obra com os presentes na sessão.

A sessão será especial porque tem a temática “Tocantinópolis, 45 Anos de Formação de Professores e 25 Anos do Curso de Pedagogia”. Diários de Motocicleta é dirigido pelo cineasta brasileiro, Walter Salles. Porém a língua predominante no longa não é a portuguesa. O filme teve locações na Argentina, no Chile e no Peru. O filme teve a canção "Al Otro Lado del Rio" foi a primeira cantada em espanhol a ser indicada ao Oscar.

Cartaz da sessão que exibirá
Sinopse:
Em 1952, o futuro líder da Revolução Cubana ernesto Guevara (Gael García Bernal) era um jovem estudante de Medicina. Ele e seu amigo Alberto Granado (Rodrigo de la Serna) viajam pela América do Sul em uma velha moto. Depois de passar por Machu Pichu, chegam a uma colônia de leprosos na Amazônia Peruana, onde começam a questionar o valor do progresso econômico, que privilegia apenas uma parte da população, deixando muitos em situação precária. A experiência na colônia foi decisiva para o surgimento das personalidades históricas que se tornariam alguns anos depois.

Direção: WALTER SALLES
Elenco: Antonella Costa; Gael Garcia Bernal; Gustavo
Bueno Delfina Paredes; Mercedes Morán; Mia Maestro;
Rodrigo De la Serna; Sergio Boris.
Duração: 126 Minutos.
Lançamento: 2004
Produção: Argentina/Brasil/Chile/EUA/Perú
Horário:18horas
Local: Auditório Vigilante Adão Ribeiro da Silva, do Câmpus de Tocantinópolis - UFT

Cineclube exibe Lixo Extraordinário neste sábado (15)

O trabalho do artista plástico Vik Muniz no maior aterro sanitário do mundo - Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro – foi acompanhado pela diretora inglesa Lucy Walker, em parceria com os brasileiros João Jardim e Karen Harley. A intenção inicial do artista era produzir retratos dos catadores que trabalham no aterro, mas a história ganhou outra dimensão um pouco diferente.

O resultado deste trabalho pode ser conferido no documentário Lixo Extraordinário, que será exibido no Cineclube da UFT em Tocantinópolis, neste sábado, dia 15 de setembro, às 18h, no auditório Vigilante Adão Ribeiro da Silva. Após a exibição terá um debate sobre o tema com classificação livre.

 Sobre o Filme

Do Jardim Gramacho, um dos maiores aterros sanitários do mundo - localizado na periferia de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro - para sofisticadas salas de exposição de arte e casas de leilão. A trajetória do lixo dispensado no aterro, matéria-prima para o trabalho do artista plástico Vik Muniz, é acompanhada no documentário Lixo Extraordinário.

Ao longo de dois anos, Vik Muniz frequentou o aterro sanitário do Jardim Gramacho a fim de fotografar um grupo de catadores de materiais recicláveis para retratá-los com sua arte. No entanto, foi surpreendido pelas histórias de seus personagens e pela dignidade, desespero e sonhos revelados quando instigados a imaginar suas vidas fora daquele ambiente.

Aclamado pelo público e pela crítica, o longa recebeu vários títulos em 2010: Melhor Documentário na International Documentary Association (IDA), em Los Angeles; Prêmio Especial do Júri, em Paulínia; Melhor Documentário Internacional eleito pelo público e indicado ao Prêmio do Júri no Festival de Sundance, nos Estados Unidos; e considerado o Melhor Filme da Mostra Panorama e vencedor do Prêmio Anistia Internacional no Festival de Berlim.

 

Cineclube exibirá o filme "Marighella"

A Cinebiografia de Carlos Marighella será a atração do Cineclube da UFT em Tocantinópolis, neste sábado (17), às 18 horas, no auditório Vigilante Adão Ribeiro da Silva. O evento é aberto à comunidade acima de 14 anos e a entrada é gratuita.

Adaptação do livro "Marighella - O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo", de Mário Magalhães, o filme retrata a vida do ex-deputado, poeta e guerrilheiro brasileiro que foi assassinado em 1969, por agentes da ditadura militar.

Carlos Marighella

Marighella atuou nos principais acontecimentos políticos brasileiros entre 1930 e 1969 e foi considerado o inimigo número 1 da ditadura militar no país. Líder comunista, vítima de prisões e de tortura, parlamentar, autor do mundialmente traduzido Manual do Guerrilheiro Urbano, sua vida foi marcada pela resistência e coragem.

Fim do conteúdo da página