Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Marcadores
Início do conteúdo da página

EdUFT

Editora da UFT prorroga prazo da chamada para financiamento de livros digitais

A Universidade Federal do Tocantins (UFT), por meio da Editora Universitária (EdUFT), prorrogou o prazo até o dia 03 de março de 2017 para financiamento de livros em formato digital (ePub/PDF). A chamada é destinada a servidores da UFT e os livros selecionados farão parte dos lançamentos, divulgações, distribuições da Editora e outras ações promovidas por ela.

As propostas de livros, seguindo as Normas para Publicação da EdUFT, deverão ser submetidas por meio do endereço www.uft.edu.br/editora, na aba "Submissão de Propostas". O edital compreende cinco áreas: Engenharias, Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas e da Saúde; Ciências Humanas, Letras e Artes; Ciências Sociais Aplicadas e Interdisciplinar. A Editora contemplará 10 obras, sendo duas de cada área. Os livros devem apresentar temas relevantes dentro das áreas de conhecimento em que serão submetidos, além de qualidade acadêmica e rigor científico.

O processo de análise e julgamento das propostas é dividido em duas etapas: análise de enquadramento, em que é analisado o cumprimento das exigências do edital e análise do mérito, em que é feito o parecer favorável ou desfavorável à publicação do livro. A homologação das propostas e a análise do mérito ocorrerão até 13 de março de 2017.

O resultado final fica a serviço do Conselho Editorial da EdUFT, que julgará a viabilidade editorial e o mérito do livro. A previsão é que este resultado saia em seis meses, a partir da homologação, na página eletrônica da UFT e/ou da EdUFT.

Mais informações pelo telefone (63) 3232-8301, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou no site www.uft.edu.br/editora.

Em Busca do Poema Azul

Autora: Joilene Lima
Ano de publicação: 2017
Área/Sub-área: Literatura - poesia
Valor: R$ 20,00

Sinopse:

A obra retrata o cotidiano, aquilo que foi contemplado enquanto se passava pelo mundo em redor e todas as emoções que nasceram dessa contemplação. Trata de alegria, de amor, de desejos, mas também há espaço para sentimentos antagônicos, o incômodo inevitável vindo da solidão, do vazio, das dores. Não é só um olhar para o eu e para o mundo em primeira pessoa. A busca transborda, vai além do eu, se estende para o coração e o olhar de terceiros, para as dores deles. Uma fusão de tantos lugares, tantas sensações e tantos indivíduos, passando pelo eu e se propagando para o mundo, agora em forma de poesia.

Sobre a autora: Joilene Lima é graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Natural de Porto Franco/MA, radicada no Tocantins desde 1985. É escritora, poeta, cordelista e desenhista. Amante de bons causos e boas histórias começou a fazer os próprios poemas e não parou mais. Passou a desenvolver prosa, depois dramaturgia. O nascimento do inferno virou prólogo do espetáculo teatral Fechado para Balanço, em 2014.  Depois veio mais poesia com o cordel Por causa da Mudernage, que em 2016 conquistou o terceiro lugar no prêmio do Festival Poesia Falada da Fundação Cultural de Palmas, além de se tornar texto da esquete vencedora do primeiro prêmio do Festival Jiquitaia, promovido pelo SESC Palmas, na IX Mostra Cultural do SESC Tocantins. Também foi admitido para publicação na Revista Argumento da Academia de Artes Cênicas Cena Hum de Curitiba. É autora do projeto Cangaia de Rima e Prosa, inscrita no Prêmio Nacional CEPE de Literatura, e do projeto O pai Ema, livro infantil de texto e arte autoral.

Fim do conteúdo da página