Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
IMPLANTAÇÃO

UFT completa 14 anos com muitas conquistas em sua trajetória

Por Cynthia Barreto e João Batista | Publicado: Segunda, 15 de Maio de 2017, 15h25 | Última atualização em Quarta, 17 de Maio de 2017, 09h07

Expansão, qualificação e produtividade são alguns méritos entre tantos que podem ser atribuídos à Universidade Federal do Tocantins (UFT) que, nessa segunda-feira (15), completa 14 anos de sua implantação. Embora seja uma instituição jovem já é referência, sendo considerada a terceira melhor universidade pública da região Norte em pesquisa, de acordo com um estudo realizado pelo Guia do Estudante, no ano passado. Além disso, são inúmeras ações que permitem colocar a UFT como a maior instituição de ensino pública do Tocantins.

Nos últimos anos a expansão da Universidade ficou mais evidente, com um crescimento no número de alunos de 16.800 em 2012 para aproximadamente 20 mil em 2017. Já em relação a professores e técnicos administrativos, em 2012 eram 1382,  hoje são cerca de 1800. Em termos de pesquisa, a UFT saltou de 11 bolsistas produtividade para 25. Atualmente, contamos com 37 cursos de pós-graduação entre mestrados profissionais e acadêmicos, doutorados e mestrados e doutorados em rede. Entre os anos de 2012 e 2016, foram publicados 50 livros pela editora e os docentes publicaram 2.750 artigos científicos. 

“Nesses 14 anos, a Universidade cresceu de forma extremamente rápida. É uma universidade que em seus sete câmpus experimentou uma significativa expansão na quantidade de cursos, de alunos, no quadro de servidores  técnico-administrativos e professores, bem como na titulação de seus professores. De forma que todo esse trabalho transforma a universidade, sem dúvida alguma, na maior instituição de ensino superior do Tocantins”, destacou o vice-reitor em exercício da Reitoria da UFT, Luiz Eduardo Bovolato. 

Imagem aérea do Câmpus de Gurupi (Arquivo/Dicom)

A Universidade também avançou muito em extensão. Desde a implantação da Universidade foram cadastradas 1456 ações entre programas, projetos, cursos e eventos. A recente implantação de oito Institutos de Pesquisa e Extensão reforçam a preocupação com a interdisciplinaridade. A internacionalização de ações da universidade, através de acordos firmados com grandes instituições proporcionou a realização de intercâmbios científicos, de pesquisa e cultura. 

Crescimento no ensino de qualidade
Em relação ao ensino, nos últimos anos foram criados mais oito cursos superiores: cursos na área da saúde como Educação Física nos câmpus de Miracema e Tocantinópolis; Psicologia no Câmpus de Miracema; e Medicina no Câmpus de Araguaína. Com a criação do curso de Medicina no Câmpus de Araguaína, ainda foram incorporados pela Universidade, o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e a Fundação de Pesquisas de Doenças Tropicais.

De acordo com Bovolato, a recente expansão de novos cursos permitiu contemplar as diferentes necessidades do ponto de vista trabalho/emprego na região onde a UFT está inserida e certamente em regiões circunvizinhas, uma vez que os profissionais que se formam na instituição atendem o mercado local e regional.

Além disso, a UFT tem contribuído com a qualificação e o fortalecimento da educação básica e profissional, através dos cursos de licenciaturas, bem como atende as necessidades do mercado de trabalho, formando profissionais qualificados. De acordo com a pesquisa realizada pela Diretoria de Desenvolvimento e Regulação da Graduação (Ddrg) da Pró-reitoria de Graduação (Prograd) 88 % dos egressos de cursos de graduação da Instituição estão inseridos no mercado de trabalho.

Para Bovolato, de forma geral, a universidade se consolidou ao longo desses anos e sua atuação permite um maior alcance social. É uma universidade que goza de grande credibilidade construída num espaço de tempo curto e que é sinônimo de orgulho por estar com a marca solidificada no Estado do Tocantins.

O governador do Estado do Tocantins, Marcelo Miranda, partilha da mesma ideia argumentando que a UFT é uma instituição importante para o desenvolvimento da região Norte do país. “A Universidade Federal do Tocantins completa 14 anos com a marca de uma instituição consolidada e que desempenha um papel muito importante para o desenvolvimento, não somente do nosso Estado, mas da região Norte do País. Parabenizo a todos os colaboradores que contribuem para que a Universidade cumpra seu papel na formação de profissionais que ajudam a construir um Tocantins melhor, por meio da educação e do conhecimento”, destacou.

"A UFT ofereceu grandes oportunidades de desenvolvimento, entre elas, trabalho, culturEdival Borges, estudante da UMA (Foto: João Batista/Dicom)a e estudo, porque até então, era muito difícil alguém ter uma formação superior (aqui no Tocantins). Para isso, teria que se deslocar para outras regiões. E com a Universidade aqui, possibilitou a formação de novos professores e também a chegada de novas empresas”, conta Edival Limeira Borges, estudante da Universidade da Maturidade/UMA/UFT, que mora no estado antes da criação da Universidade e aponta o crescimento do Tocantins desde que a UFT foi criada. 

                                                                                                               

14 Anos de Conquistas - Confira alguns avanços dos últimos anos:  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

registrado em:
marcador(es): Geral,Home
Fim do conteúdo da página