Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Estude na UFT
Início do conteúdo da página

Estude na UFT

Processo Seletivo Complementar (PSC) 2017/2 - 1ª Edição

Matrículas da 4ª Chamada: dia 7 de julho. Confira a convocatória e a documentação necessária.

Sisu 2017 (Ingresso no 1º e 2º semestres)

Confira todos os documentos relacionados a esta edição aqui.

 

Por que estudar na UFT? || No Catálogo de Cursos e no Guia das Profissões, conheça as diversas opções de graduação ofertadas na UFT.
Acesse também: Oferta e Quadro de Horários, Grade e Corpo Docente de cada curso.


Contatos: Para mais informações sobre processos seletivos entre em contato com a Prograd pelo telefone (63) 3232-8225.

Sobre o Sisu

Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

O processo seletivo do Sisu é realizado duas vezes ao ano, sempre no início do semestre letivo. A inscrição é gratuita, em uma única etapa e é feita pela internet, no site do sistema.

A cada edição, as instituições públicas de ensino superior que optam por participar do Sisu ofertam vagas em seus cursos. Ao final do período de inscrições, são selecionados os candidatos mais bem classificados dentro do número de vagas ofertadas.

 

O Sisu na UFT

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) utiliza o Enem/Sisu como forma de ingresso nos cursos presenciais de graduação desde o primeiro semestre de 2010 (Vestibular 2010/1), quando foram ofertadas 25% das vagas de cada curso por meio deste sistema (totalizando 402).

Desde 2015, o Enem/Sisu passou a ser adotado na UFT como sistema de seleção para 100% das vagas, conforme aResolução do Consuni n° 013/2013. Parte dessas vagas disponibilizadas na UFT é reservada a quilombolas, indígenas e a candidatos que se enquadram na Lei 12.711/2012 - que prevê cotas para estudantes oriundos de escolas públicas, de baixa renda, pretos, pardos e indígenas.

A quantidade de vagas ofertada pela UFT no Sisu, por curso e modalidade, pode ser consultada no Termo de Adesão.

 

Vagas remanescentes

As vagas não ocupadas por meio do Sisu são disponibilizadas, a cada semestre, por meio de outras formas de ingresso, como o processo seletivo complementar (também baseado na nota do Enem), o extravestibular (para ingresso de portadores de diploma, reingressos e transferências) e os editais para alunos especiais (para interessados em cursar disciplinas isoladas).

 

Contatos

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) é a responsável pelo operacionalização do Sisu na UFT. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 3232-8225 ou pelo e-mail  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Procedimentos para participar do Sisu

Para se inscrever no Sisu o candidato precisa apenas de seu número de inscrição no Enem e da senha cadastrada no sistema do exame, mas deve ficar atento aos documentos exigidos para a efetivação da matrícula, caso seja selecionado, conforme o Termo de Adesão de cada edição.

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente na página do sistema, gerenciada pelo MEC.

Cabe exclusivamente ao candidato certificar-se de que os requisitos estabelecidos pela instituição para concorrer às vagas reservadas ao Sistema de Cotas para Escolas Públicas e ao Sistema de Cotas para Indígenas e Quilombolas sejam cumpridos, sob pena de, caso selecionado, perder o direito à vaga.

Para participar do processo seletivo unificado os candidatos não podem ter zerado na redação do Enem.

Ao se inscrever, o estudante poderá fazer até duas opções de curso, na mesma instituição ou em instituições diferentes.

Durante o período de inscrições o candidato poderá alterar suas opções com base na classificação parcial e nas notas de corte que serão disponibilizadas diariamente para consulta.

Ao final da etapa de inscrição, o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com suas notas no Enem e eventuais ponderações (pesos atribuídos às notas ou bônus). Serão considerados selecionados somente os candidatos classificados dentro do número de vagas ofertadas pelo Sisu em cada curso, por modalidade de concorrência. Caso a nota do candidato possibilite sua classificação em suas duas opções de vaga, ele será selecionado exclusivamente em sua primeira opção.

Após a chamada regular do processo seletivo, realizada pelo MEC, é disponibilizada às instituições participantes uma lista de espera a ser utilizada prioritariamente para preenchimento das vagas eventualmente não ocupadas, podendo a instituição, por meio de edital próprio, reclassificar os candidatos e redefinir a forma de seleção.

Para participar da lista de espera na UFT, o candidato deve manifestar o interesse exclusivamente no site do Sisu, conforme edital publicado pela instituição. Esta manifestação é obrigatória somente concorrem às vagas da lista de espera os alunos que manifestarem o interesse no site do Sisu.

Saiba mais na página de perguntas e respostas do Sisu e no Guia de Orientações ao Candidato do Sisu da UFT.

Sobre os Processos Seletivos Complementares (PSCs)

O Processo Seletivo Complementar é um processo estabelecido pela UFT visando ao preenchimento de vagas remanescentes nos cursos presenciais de graduação por motivos de não ocupação, desistências, cancelamentos e outros, esgotadas as possibilidades de chamadas regulares e chamadas da lista de espera do Sisu.

Assim como no Sisu, a seleção dos candidatos neste processo também é efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O número de vagas e os cursos disponíveis são divulgados em edital próprio, havendo, do mesmo modo que no Sisu, reserva de vagas para quilombolas e indígenas (Ações Afirmativas) e para os estudantes contemplados pela Lei n° 12.711, que prevê cotas para candidatos oriundos de escolas públicas, autodeclarados pretos, pardos e indígenas, e de baixa renda.

Extravestibular 2016/2 e 2017/1

Matrículas dias 05 e 06 de janeiro de 2017.
Resultado e mais informações aqui.

Sobre o Extravestibular

Extravestibular é o processo seletivo destinado à transferência de candidatos de outros cursos da UFT ou de outras Instituições de Ensino Superior (IES) e ao ingresso de portadores de diploma de Nível Superior para realizar novo curso.

  • Transferência Interna e Externa: Segundo os Arts. 34 a 43 do Regimento Acadêmico da UFT, será facultada ao acadêmico a transferência interna de um curso de graduação para outro, bem como a troca de turno, no âmbito da UFT, mediante processo seletivo. Essa transferência interna entre cursos será concedida uma única vez, observadas as condições do edital específico
  • Reingresso: É  a forma de ingresso de ex-acadêmicos que perderam o vínculo com a Universidade.
  • Portador de diploma: Portadores de diploma de nível superior, independente de concurso vestibular, concedido mediante processo seletivo, divulgado por meio de edital.

O acadêmico admitido em uma das formas de retorno estará sujeito a possíveis adaptações curriculares ou regimentais no período em que a matrícula tiver sido cancelada.

 

Sobre Aluno Especial

O ingresso na UFT de acadêmicos em disciplinas isoladas (modalidade Aluno Especial) ocorre após o processo de matrícula dos acadêmicos regulares, sem constituir vínculo com qualquer curso de graduação da Instituição.

Esta forma de ingresso é permitida aos portadores de diploma de curso superior, acadêmicos regulares de outros câmpus da UFT e de outras Instituições de Ensino Superior, e a acadêmicos que concluíram o Ensino Médio, respeitada a existência de vagas, a obtenção de parecer favorável do Colegiado de Curso, e as disposições divulgadas por meio de editais específicos.

Sobre Aluno Estrangeiro

O ingresso de alunos estrangeiros na UFT se dá por meio do Programa de Estudante Convênio–Graduação (PEC-G) e outros convênios com diversos países.

Mais informações com a Diretoria de Assuntos Internacionais (DAI), no site www.uft.edu.br/dai.

Sobre Vestibular EaD

Para os candidatos aos cursos a distância (EaD) são realizados processos seletivos específicos abertos a candidatos que tenham concluído o Ensino Médio ou estudos equivalentes. O Vestibular EaD é realizado semestralmente pela Comissão Permanente de Seleção (Copese) e a Diretoria de Tecnologias Educacionais (DTE).

Sobre o Parfor

Para ingressar no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), o professor deve se inscrever nos cursos por meio da Plataforma Paulo Freire, desenvolvida pelo MEC, onde também terá seu currículo cadastrado e atualizado.

A partir da pré-inscrição dos professores e da oferta de formação pelas IES publicas, as secretarias estaduais e municipais de educação terão na Plataforma Freire um instrumento de planejamento estratégico capaz de adequar a oferta das IES públicas à demanda dos professores e às necessidades reais das escolas de suas redes. As pré-inscrições são submetidas pelas secretarias estaduais e municipais às IES públicas, que procederão a inscrição dos professores nos cursos oferecidos.

O processo de seleção na UFT ocorre por meio de edital direcionado aos candidatos inscritos e validados na Plataforma Freire para os cursos de graduação oferecidos exclusivamente para o programa. A classificação é determinada por sorteio público dos candidatos validados, quando as vagas forem inferiores ao número de candidatos, até que sejam ocupadas todas as vagas ofertadas.

O candidato validado que não for contemplado no número de vagas ofertado no semestre indicado, a critério dos recursos disponibilizados na Plataforma Freire, permanece cadastrado para a próxima oferta do curso.

Mais informações no site www.uft.edu.br/parfor.

Fim do conteúdo da página